Conteúdo

Permissionários do Mercado de Peixes e esportistas são ouvidos em audiências sobre a Nova Ponta da Praia

23 de janeiro de 2019
18h 47

Os permissionários do Mercado de Peixes estiveram nesta quarta-feira (23) no Paço Municipal para esclarecimentos sobre os empreendimentos da Nova Ponta da Praia, que incluem nova unidade para comercialização dos pescados. Na oportunidade, o gestor do projeto, Glaucus Farinello, expôs a planta do edifício que será construído e ouviu sugestões para a melhor logística possível do comércio.

Questões como o redimensionamento das áreas para gelo, triagem de materiais e descarte de lixo (numa câmara fria) constaram da pauta da audiência, assim como a distribuição de espaços entre boxes e corredores.

Inteirados sobre o projeto, os permissionários agora vão estudar as opções expostas durante o encontro e apresentarão sugestões em nova reunião. Responsável há 20 anos por um dos 15 boxes do Mercado de Peixes, Maria José Batista aprovou a proposta do novo edifício. “Eu gostei. Será um lugar mais amplo, limpo e aconchegante. Ficará mais fácil de vendermos”, opina, mencionando também a questão estética do empreendimento. “Valoriza o bairro e o comércio. E fica mais bonito para o turista também”.

NOVO MERCADO

Em área de 1,7 mil metros quadrados (na Avenida Mário Covas), o novo edifício do Mercado de Peixes vai abrigar 20 boxes para comercialização de pescado (cinco a mais que o atual, que será extinto) e dois para comercialização de produtos como temperos e artigos de pesca. O ambiente será climatizado e contará com bar no mezanino e vestiário para os funcionários. Haverá ainda câmara fria nos boxes e espaço refrigerado para triagem, gelo e lixo. O estacionamento vai conter 40 vagas e o acesso de serviço será independente.

ESPORTISTAS

Na terça-feira (22), em encontro realizado no Deck do Pescador, as intervenções urbanísticas propostas foram apresentadas a esportistas que utilizam canoa havaiana, cujo embarque ocorre na orla da Ponta da Praia. Na oportunidade, foi discutida a possibilidade da instalação de piso antiderrapante nas duas novas rampas de acesso ao mar – e nas cinco que já existem e serão reformadas. O grupo também ressaltou a importância do diálogo aberto pela Prefeitura.

Fotos: Raimundo Rosa e Rogério Bomfim

Galeria de Imagens

esportistas estão na ponta da praia ouvindo sobre o projeto #pracegover