Conteúdo

Paratletas santistas quebram recordes e são convocados para seleção brasileira

2 de maio de 2019
17h 10

A quebra de um recorde sempre é um objetivo para os atletas, mas geralmente difícil de ser alcançado. Para Beth Gomes, integrante da equipe de paratletismo Fast Wheels/Semes/Fupes, a superação de marcas já virou uma rotina. Ela quebrou o recorde das Américas no arremesso de disco ao participar no final do mês passado do Open Internacional Loterias Caixa (SP). Beth fez o lançamento a 15,03m, superando a marca da norte-americana Cassie Mitchell, com 13,95 m.

A santista é a atual recordista mundial no lançamento de dardo; arremessos de peso e disco. Os resultados recentes garantiram mais uma convocação para a seleção brasileira. Neste mês ela disputa, entre os dias 24 e 26, o Nottwil 2019 Word Para Athletics Grand Prix, no Arizona (Estados Unidos).

Beth (Academia Ocean Fitness,O Temakinho/Clínica Saint Raphael/Free Isenções/A.A.Portuários/Bolsa Atleta e Time São Paulo) fala sobre o momento. “Além do recorde, tive minha classificação funcional estabelecida na classe F52, isso será importante para trabalhar e conquistar minha vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Tenho que agradecer minha equipe e a treinadora Rosiane Farias”.

A definição de classe funcional é estabelecida equalizando o grau de deficiência em disputas entre atletas que possuem limitações físicas semelhantes.

 

Vanessa Cristina e Eduardo Leonel na Europa

 

Também da equipe Fast Wheels/Semes/Fupes, a paratleta Vanessa Cristina e o técnico Eduardo Leonel foram convocados para integrar a seleção brasileira que vai disputar três competições na Suíça. As provas serão todas de pista: Nottwil 2019 Word Para Athletics Grand Prix, entre 24 a 26 de maio, Daniela Jutzeler Memorial no dia 30 de maio e Swiss Nationals nos dias 1 e 2 de junho.

Vanessa (Unimes/TB Mariana Penatti Nutri/Açaí Season/Laboratório Cellula Mater) comemorou. “O semestre está sendo bastante intenso e a convocação para a seleção sempre é uma grande honra; vou representar o meu País e Santos. Agora vou ter que virar a chave das provas de rua para as de pista, serão 20 dias de preparação e quero fazer o melhor possível”.

Para o técnico Eduardo Leonel, as convocações são sempre importantes. “Nas vésperas do Campeonato Mundial e a um ano dos Jogos Paralímpicos, é sempre motivo de orgulho e mantém a expectativa de estar em Tóquio 2020. Somando as três competições, a Vanessa vai disputar 15 provas com alguns dos melhores atletas do mundo; será mais uma oportunidade de aprendizado”.

 

Foto: divulgação