Conteúdo

Paratletas santistas garantem medalhas nas Paralimpíadas Escolares

27 de novembro de 2018
14h 08

Os paratletas Daniele Vitória, Antônio Vitor e Karina Becker, da equipe FastWells/Semes/Fupes/MSC, ajudaram São Paulo a conquistar o título das Paralimpíadas Escolares, disputadas entre os dias dias 20 a 25, no Centro Paralímpico, na Capital. Santa Catarina ficou com o segundo lugar e o Distrito Federal em terceiro. A competição nacional reuniu atletas de 12 a 18 anos.

Daniele Vitória, 15, ficou três medalhas de ouro no atletismo. A santista superou as adversárias nos 75 metros, lançamento de dardo e salto em distância. Karina Becker, da mesma idade, levou o ouro no tênis de mesa. Antônio Vítor,14, foi um dos destaques da equipe de basquete em cadeiras que rodas, que terminou com a medalha de prata.

Daniele comemorou o resultado e comentou sobre o momento que atravessa. “Este ano foi perfeito; fui vice-campeã brasileira adulta nos 100 metros e salto em distância; competir nas paralimpíadas escolares é sempre algo mágico. Ajudei o meu Estado a ser campeão e representei a minha equipe. Estou muito feliz”.

 

Maior do mundo

 

As Paralimpíadas Escolares são a maior competição escolar paralímpica do mundo, com disputas são em 11 modalidades: atletismo, bocha, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas, futebol de 5, basquete em cadeira de rodas e vôlei sentado.

Já participaram grandes paratletas como os velocistas Alan Fonteles, ouro em Londres 2012, e Petrúcio Ferreira, recordista mundial nos 100m (classe T47). O jogador de goalball Leomon Moreno, prata nos Jogos de Londres e bronze no Rio 2016 e a mesa-tenista Bruna Alexandre, bronze no Rio 2016.

 

Fotos: divulgação

 

Galeria de Imagens

Equipe de basquete sobre rodas. #Pracegover