Conteúdo

Oficina da Rádio 60.0 resgata memória de ouvintes em Vila Criativa de Santos

5 de novembro de 2019
15h 18
grupo está sentado na mesa da rádio com microfones no meio #pracegover

“O rádio é o único veículo que nos acompanha, esteja onde estivermos, sem que a gente precise parar para prestar atenção nele. É um meio de comunicação que provoca o imaginário das pessoas”. A afirmação é da jornalista e professora Tereza Cristina Tesser, que participou, nesta terça-feira (5), da primeira aula da oficina Prática de Rádio, na Rádio 60.0 Blue Med, localizada na Vila Criativa Sênior (Rua Comendador Alfaia Rodrigues, 260, Aparecida).

Assim como a especialista, outros profissionais ligados ao mundo do rádio conversarão com os oito alunos desta primeira turma, sempre às terças e quintas, das 10h às 11h, durante os três meses do curso. As outras duas próximas turmas já estão fechadas.

Segundo Tereza, a rádio 60,0, com as oficinas que passarão a ser realizadas no local, resgatam a memória de pessoas que viveram o auge do meio de comunicação e o fascínio que ele exerce até hoje. “Acho que o rádio também tem essa coisa do companheirismo. As pessoas falam dos locutores como se fossem íntimas deles”.

E, ao mesmo tempo em que atiça a memória e continua permitindo a interação entre ouvintes e radialistas, que se tornam verdadeiros ídolos do público, o rádio provoca sensações diferentes em cada um. Seja ouvindo uma música, uma partida de futebol ou um programa de notícias. “O que mudou é que hoje as pessoas estão mais individualistas, ouvindo pelo fone do celular”.

De acordo com um dos coordenadores da rádio 60.0, Altair Di Marco, as oficinas vão aproximar ainda mais as pessoas do mundo do rádio e também ensinarão sobre a mecânica de funcionamento de uma mesa de operações. “Mas antes começamos com a parte histórica para eles saberem mais sobre o assunto”.

Na próxima quinta-feira (7), o tema Noções de Legislação será abordado pelo advogado e jornalista Marcelo Pavão de Freitas. Segundo Renato Nascimento, que também coordena o programa, assuntos como outorga de concessões, liberdade de expressão e notícias falsas serão abordados.

“Já estamos com três turmas completas inscritas. Tentaremos fazer com que as pessoas com mais afinidade participem da rotina da rádio, sempre com o acompanhamento de profissionais”, esclarece.

A Rádio 60.0 mantém parceria com a empresa Blue Med e está no ar ininterruptamente, com programação musical adulta, de vários segmentos: rock, pop rock, MPB, samba e outros estilos, incluindo blocos de notícias.

Durante as aulas, os alunos vão interagir com os especialistas e receber noções práticas sobre a operação dos equipamentos. Entre os inscritos está o aposentado Lourenço Custódio, de 75 anos. Ansioso, ele contou que gosta de rádio desde jovem e que, quando soube da oficina pelo portal da Prefeitura, resolveu se inscrever.

“Sempre trabalhei com música. Eu era funcionário de uma loja de discos e entendo de programação musical. Mas estou interessado em aprender tudo, inclusive programação de áudio”. Custódio é daqueles que colocam o radinho de pilha debaixo do travesseiro para ficar ouvindo música e futebol. “E eu também ouço notícias pelo rádio até hoje. Ele faz parte da minha vida”.

Fotos: Francisco Arrais 

Galeria de Imagens

grupo está sentado na mesa da rádio com microfones no meio #pracegover
mulher fala lendo livro #pracegover
grupo está sentado na mesa da rádio com microfones no meio #pracegover
entrada da rádio com inscrição radio 60.0 #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.