Seu navegador não possui suporte para JavaScript o que impede a página de funcionar de forma correta.
Mensagem do Periodo Eleitoral

Atenção

Em cumprimento ao Artigo 73 da Lei Eleitoral nº 9.504/97, as redes sociais e o portal da Prefeitura, a partir de 6 de julho até o final do processo eleitoral de 2024, publicarão apenas conteúdo de utilidade pública.

Conteúdo
Notícias

Novo público começa a receber a vacina monovalente contra a covid-19 em Santos

Publicado: 11 de junho de 2024 - 16h12

Novo público já está se vacinando com o novo imunizante contra a covid 19, baseado na cepa XBB da variante Ômicron. Desde segunda-feira (10), passaram a ter direito em Santos as pessoas a partir de 60 anos de idade, gestantes, puérperas e trabalhadores da saúde. 

Foram incluídos ainda os pacientes acamados e os idosos que vivem em instituições de longa permanência. Continuam sendo vacinadas as crianças de 6 meses a menores de 5 anos.

De acordo com o último levantamento da Secretaria Municipal de Saúde, foram aplicadas 1.576 doses da nova vacina monovalente desde o início da campanha, em 3 de junho.

Na véspera do Dia dos Namorados, o casal Manoel Mazagão, de 78 anos, e sua esposa Inês Mazagão, de 75, foram se imunizar. “A picadinha no braço é melhor que ficar doente, quem não está vindo se vacinar perde uma grande chance de viver melhor e viver mais”, diz Inês.

Seu marido Manoel conta que o casal vai se vacinar sempre que possível e que prezam pela saúde e bem-estar. “Tomei todas as doses contra a covid-19, não quero ficar doente. As pessoas ficam receosas de tomar vacina, mas é necessário”.

Elaine Macchette, de 75 anos, também foi para a policlínica com seu marido João Marcos, de 77. “Francamente para mim, é uma piada não vir se vacinar por medo de ter algum problema. Tomei todas as vacinas e me sinto muito bem, não quero passar por uma situação de risco, caso fique doente”, afirma Elaine.

As mães também estão garantindo a proteção dos seus filhos. Débora Pacheco, doméstica de 39 anos, foi com o filho Heitor, de apenas 3 anos, para se vacinar. “É bom finalmente dar essa proteção para ele, principalmente depois de uma pandemia. Como mães, temos o dever de levar os filhos para se prevenir”, conta Débora.

O secretário de Saúde de Santos, Denis Valejo, faz um apelo para que a população vá se vacinar: “A vacina não faz mal nenhum e nos protege de um vírus que ainda está em circulação. Já foram 1.031 casos confirmados em Santos neste ano e 7 óbitos registrados. Em breve, teremos novo público recebendo a vacina, que protege de casos graves e óbitos”.

COMO SE VACINAR

As instituições de longa permanência devem solicitar a vacinação de seus residentes na policlínica de referência da sua localização. O acompanhante ou cuidador dos acamados deve fazer a inscrição na policlínica de referência do endereço do acamado, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h, e preencher um requerimento até o dia 21 de junho.  É necessário apresentar documento com foto do acamado, comprovante de residência e laudo médico.

Os pacientes da Seção de Atendimento Domiciliar da Prefeitura de Santos não precisam se cadastrar, pois já estão automaticamente contemplados. Para os demais, é necessária a inscrição, mesmo que já tenham sido atendidos em anos anteriores.

As gestantes devem apresentar carteira de pré-natal e as puérperas, comprovante de realização do parto até 45 dias antes.

Os trabalhadores da saúde devem apresentar carteira do conselho de classe válida ou comprovante de vínculo com a instituição em que atuam (crachá, holerite etc.).

Pessoas com mais de 60 anos e crianças de 6 meses a 4 anos precisam apresentar documento com foto e CPF.

ONDE

As doses estarão disponíveis nas policlínicas de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h e aos sábados em unidades informadas às sextas-feiras nos canais oficiais da Prefeitura.

A exceção são os locais que estão com a sala de vacina em manutenção: Martins Fontes (Rua Luiza Macuco, 40), Monte Serrat (Praça Correia de Melo s/nº), Vila Progresso (Rua Três, casas 1 e 2) e Penha (Rua Três, 150).

Para iniciar a imunização, Santos recebeu 5.680 doses de vacina monovalente. Conforme outras remessas cheguem, será possível ampliar o público-alvo. A vacina monovalente pode ser aplicada no mesmo dia de outras doses que estejam eventualmente em atraso, como as da campanha contra a gripe e contra a poliomielite, no caso das crianças de 1 a 4 anos.

ESQUEMAS VACINAIS

Crianças de 6 meses a 4 anos, sem vacinação anterior – Duas doses, com intervalo de 4 semanas.

Crianças de 6 meses a 4 anos, com esquema anterior completo (Pfizer baby ou Coronavac) – Uma dose - pelo menos após três meses da dose mais recente

Crianças imunocomprometidas de 6 meses a 4 anos, sem vacinação anterior – 3 doses, com intervalo de 4 semanas da primeira para a segunda dose e 8 semanas da segunda para a terceira dose

Crianças imunocomprometidas de 6 meses a 4 anos, com uma dose - duas doses, com intervalo de quatro semanas

Crianças imunocomprometidas de 6 meses a 4 anos, com duas doses – uma dose

Crianças imunocomprometidas de 6 meses a 4 anos, com três doses – uma dose

Pessoas a partir de 60 anos – Tomar uma dose – pelo menos após seis meses da última dose

Gestantes e puérperas – Tomar uma dose – pelo menos após seis meses da última dose

Pessoas vivendo em instituições de longa permanência – Tomar uma dose anualmente

Trabalhadores da saúde – Tomar uma dose anualmente

ONDE VACINAR

ORLA

Policlínica Aparecida (Av. Pedro Lessa, 1.728)

Policlínica Campo Grande (Rua Carvalho de Mendonça, 607)

Policlínica Embaré (Praça Coronel Fernando Prestes s/nº)

Policlínica Estuário (Avenida Afonso Pena, 541)

Policlínica Gonzaga (Rua Assis Correia, 17)

Policlínica Pompeia/José Menino (Rua Ceará, 11)

Policlínica Ponta da Praia (Praça Primeiro de Maio s/nº)

 

ZONA NOROESTE

Policlínica Alemoa (Rua Afonsina Proost de Souza s/nº)

Policlínica Areia Branca (Rua Francisco Lourenço Gomes, 118)

Policlínica Bom Retiro (Rua João Fraccaroli s/nº)

Policlínica Castelo (Rua Francisco de Barros Melo, 184)

Policlínica Piratininga (Praça João de Moraes Chaves s/nº)

Policlínica Rádio Clube (Av. Hugo Maia s/nº)

Policlínica São Jorge e Caneleira (Rua Francisco Ferreira Canto, 351)

Policlínica São Manoel (Praça Nicolau Geraigire s/nº)

 

REGIÃO CENTRAL

Policlínica Conselheiro Nébias - Av. Conselheiro Nébias, 457

Policlínica Vila Mathias (Rua Xavier Pinheiro, 284)

Policlínica Vila Nova (Praça Iguatemi Martins s/nº)

 

MORROS

Policlínica Jabaquara (Rua Vasco da Gama, 32)

Policlínica Marapé (Rua São Judas Tadeu, 115)

Policlínica Morro José Menino (Rua Doutor Carlos Alberto Curado, 77A)

Policlínica Nova Cintra (Rua José Ozéas Barbosa s/nº)

Policlínica Santa Maria (Rua 10 s/nº)

Policlínica São Bento (Rua das Pedras s/nº)

Policlínica Valongo (Rua. Prof. Maria Neusa Cunha s/nº, Saboó)

 

ÁREA CONTINENTAL

Policlínica Monte Cabrão (Av. Principal s/nº)

Policlínica do Caruara (Rua Andrade Soares s/nº)

 

Esta iniciativa contempla o item 3 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU: Saúde de Qualidade. Conheça os outros itens dos ODS