Conteúdo

Nova tecnologia para melhorar controles internos é apresentada a servidores de Santos

31 de julho de 2019
15h 33

Uma gestão mais eficiente, com menos desperdício de recursos e trabalhos setoriais mais alinhados com a Controladoria Geral do Município. Nesta quarta-feira (31), a Prefeitura promoveu uma capacitação entre servidores municipais para conhecerem a importância de Controles Internos (CI) e a nova tecnologia que terão acesso a partir da próxima semana.

O aprimoramento dos funcionários é considerado fundamental para descentralizar algumas funções da controladoria com apoio das áreas técnicas setoriais. O CI permite o trabalho mais transparente da Administração que reflete todos os pilares de combate à corrupção, de acordo com o controlador geral, Mariano Gonçalves.

“A Controladoria Geral continuará trabalhando da mesma forma, apenas com os responsáveis das áreas assumindo mais a responsabilidade do seu CI. As bases irão responder e os chefes terão ciência das respostas elaboradas baseadas nos quesitos formulados pela controladoria”, disse Gonçalves, que, devido à otimização do trabalho, fará verificações dos controles internos apenas daquilo que for analisado de risco.

O software é considerado simples e de fácil acesso. Com ele, os servidores capacitados poderão contribuir com mais precisão na elaboração dos pareceres sobre as análises orçamentário-financeiras e mapeamento de processos e inventário de riscos por meio de técnicas de entrevistas, pesquisas e questionários, matriz de achados, relatórios de controle interno e monitoramentos das deliberações.

Com a nova tecnologia, os setores responsáveis por cada área produzirão relatórios de acompanhamento fiscal, constitucional e de gestão de acordo com a ótica do Tribunal de Contas, segundo o consultor técnico da empresa Confiatta, desenvolvedora do software, Enéas Harzke. “O resultado final possibilitará a diminuição de questionamentos do órgão à Prefeitura”.

Para a auditora fiscal Carolina Coelho, que participou do treinamento representando o Departamento de Administração Tributária, da Secretaria de Finanças, a tecnologia facilitará a identificação de erros e inconsistências entre os departamentos. “Isso poderá ser resolvido antes de enviar o parecer à Controladoria. Também achei interessante porque poderemos acessar as informações de outros setores que ajudarão a respondermos nossas questões”.