Conteúdo

´nossa família´ beneficia 400 famílias por mês

10 de julho de 2001
0h 00

Dando peixe para ensinar a pescar. Esse é o lema do ´Programa Nossa Família´ (PNF), desenvolvido pela Secretaria de Ação Comunitária e Cidadania (Seac), por intermédio do Centro de Referência Social (CRS) da Casa da Cidadania. Criado em 95, o programa foi ativado pela Prefeitura Municipal em 98 e hoje atende, em média, 400 famílias por mês. O objetivo é prestar assistência àquelas que estejam em situação de risco social, oferecendo suporte para a sua reestruturação e auto-estima. São indicadas para o programa, famílias que estejam em extremo estado de necessidade, que moram há mais de um ano no Município, com renda ´per capita´ de até R$ 50,00 e que tenham filhos entre zero e 16 anos, sendo que os em idade escolar obrigatoriamente devem estar estudando. O programa conta com a atuação de técnicos da CRS, entre assistentes sociais e psicólogos que cadastram e analisam a situação das famílias, garantindo um acompanhamento social. O projeto possibilita a inserção em programas socioeducativos, de requalificação profissional e geração de rendas, além de uma ajuda financeira de R$ 50,00 para quem tem um filho e R$ 80,00 para quem tem mais de um descendente, por quatro meses. Quem cuida desse acompanhamento são os parceiros da própria comunidade onde vive a família, como igrejas, sociedades de melhoramentos e centros comunitários. As famílias ainda podem receber um reforço de mais quatro meses, dependendo do grau de necessidade e atuação no programa. O tempo máximo de inclusão é de oito meses. Para participar do programa, as pessoas podem procurar o CRS espontaneamente, na Rua João Pessoa, 300, ou são encaminhadas pelos parceiros comunitários, escolas ou outros serviços da rede municipal, como o ´Programa de Agentes Comunitários de Saúde (Pacs). Segundo a Coordenadoria de Ação Social da Seac, em breve, será implantada uma sede do CRS na Zona Noroeste, para atender os munícipes da região e dos morros. CARUARA A Seac vem desenvolvendo uma série de ações junto a famílias que moram na Área Continental do Município, através do centro comunitário instalado desde o dia 3 de maio no local. O ´Nossa Família´ é um deles. Vera Antônia Bittencourt é uma das indicadas a participar do programa. Ela tem dois filhos, vive junto com Jovelino de Jesus há oito anos e procurou o centro comunitário para pedir auxílio. A família tem uma renda mensal de apenas R$ 102,00, dinheiro que Jovelino ganha da aposentadoria por invalidez, depois de ter sofrido um acidente de trabalho. Outra indicada é Helen Suezi Alves, ela tem três filhos menores e vive das poucas comissões que ganha para revender peças íntimas femininas. Nos próximos dias, 20 famílias serão beneficiadas com a primeira parcela da ajuda financeira liberada pelo programa. O Caruara tem aproximadamente 4.500 habitantes e 124 famílias já foram atendidas, recebendo auxílios como cestas básicas e assistência jurídica.