Conteúdo

Noivos do Casamento Comunitário 2019 de Santos participam de curso preparatório

14 de setembro de 2019
18h 52

Adalberto Batista de Santana e Lidinalva Maria de Oliveira estão juntos há 15 anos e entraram no acordo de que é chegada a hora de formalizar a união – já que vivem sob o mesmo teto. Anos atrás, o desejo maior de contrair matrimônio era dela, mas não havia a concordância dele. Quando soube da abertura de inscrições para o Casamento Comunitário, ainda no mês de abril, Adalberto tomou a iniciativa e propôs casamento à companheira.

Lidinalva, que participou como convidada da edição do ano passado (em que sua irmã fora noiva), aceitou de pronto- será a primeira etapa para os dois, já que em dezembro eles se unirão também no sacramento do matrimônio, em cerimônia religiosa católica). Neste sábado (14), eles participaram do curso no auditório da Universidade Santa Cecília.

O Casamento Comunitário é um programa conduzido pela Coordenadoria de Políticas para a Mulher da Secretaria de Desenvolvimento Social, da Prefeitura de Santos. Ao todo, 33 casais vão se unir formalmente no próximo dia 25: no período da manhã, estarão no cartório de registro civil de referência do bairro onde residem para assinar os papéis. No período noturno, vão participar uma festa no Clube de Regatas Vasco da Gama, onde haverá uma cerimônia ecumênica e entrega das certidões. Cada casal poderá levar 15 convidados.

CURSO

O advogado Fernando Rufino apresentou aos noivos uma palestra sobre relacionamento conjugal, na qual destacou maneiras para manter viva a chama da paixão: não se prender a falhas e defeitos do companheiro e direcionar os seus pensamentos para as qualidades do outro é uma delas. “As palavras e os pensamentos têm impacto nos sentimentos, no corpo e nas atitudes. As críticas aprofundam a idéia negativa em você e no outro”, destacou Fernando. Os casais também devem expressar o amor continuamente, seja por meio da verbalização, elogios, toque físico, presentes, tempo de qualidade com o parceiro e evitar fazer comparações com outros casais.

Milene Mori, enfermeira do Grupo Técnico de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, realizou uma apresentação sobre Planejamento Reprodutivo, por meio da qual mostrou os métodos contraceptivos disponíveis na rede municipal e quais previnem as infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). “Os casais podem decidir quando e se querem ter filhos. Todos os meses, as policlínicas realizam reuniões de planejamento familiar e quem tiver dúvidas também pode procurar os profissionais de saúde”, orienta Milene.

SOBRE O EVENTO

Em 2019, será realizada a 10ª edição do Casamento Comunitário, voltado a noivos que residam em Santos, tenham renda de até dois salários mínimos, vivam juntos há pelo menos dois anos ou tenham filhos em comum. O vereador Ademir Pestana, autor da lei municipal 2.547/2008, que criou o casamento comunitário, destinou verba de R$ 25 mil, via emenda parlamentar, para a realização da festa.

Galeria de Imagens

casais sentados acompanhando o curso #pracegover