Conteúdo

Nas mãos de Gunther Graf, a ferramenta para tornar Santos cada vez mais inteligente 

24 de outubro de 2019
12h 17

Coordenar uma ferramenta capaz de tornar Santos cada vez mais inteligente é uma das missões de Gunther Graf, servidor público de 40 anos que, desde 2015, atua como coordenador de Informações Urbanas da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb). Em suas mãos está uma tarefa das mais complexas e fundamentais para a gestão pública: compilar e cruzar dados para abastecer o Município na tomada de decisões estratégicas.

Especialista em geoprocessamento, Graf chega a comparar o mapeamento de dados armazenados no SIG Santos com o que é feito pelo Google. “Costumo dizer aqui que somos o Google da Prefeitura. Mas, neste caso, nós juntamos informações urbanas com uma precisão muito grande para mapear a Cidade com o objetivo de construir escolas, policlínicas, plantar árvores, todo tipo de projeto”.

Segundo o servidor, mais de 90% das informações com as quais a Prefeitura precisa lidar no dia a dia estão relacionadas a lugares físicos como ruas, avenidas e imóveis. E, para isso, estar com os dados na ponta do lápis e ainda atualizados é essencial. “Todos esses dados são usados para o benefício da administração. Nós podemos indicar o local correto para se construir uma escola, por exemplo, ou cruzar dados de forma a saber se as pessoas com determinada faixa escolar estão em local onde existe unidade de ensino", exemplifica o Graf.

As informações que abastecem o SIG Santos são fornecidas pelas secretarias e outros departamentos da Prefeitura. O sistema foi criado em 2005 como uma ampla plataforma de acesso público e que contribui para a transparência, eficiência e assertividade na concretização de projetos Graf ressalta que a maior contribuição da ferramenta é a de permitir que a Cidade possa planejar seu próprio crescimento. “Ela oferece soluções não apenas físicas, mas também para a implantação de políticas públicas. Ajudamos, por exemplo, a identificar uma mudança de perfil em uma região, se ela está tendo mais comércio ou mais residência”.

Entre os principais desafios de sua função, ele destaca o de juntar todas as informações no sistema. “Santos é muito viva. E o caminho das cidades inteligentes é o de interligar informações. Se não temos informação, não conseguimos manter tudo funcionando direito. E quando conseguimos corrigir alguma coisa, o nome de uma rua, quando ajudamos a fazer uma escola no lugar certo, é muito prazeroso”.

Eliana Mattar, secretária adjunta de Desenvolvimento Urbano, destacou que Graf é um servidor sempre preocupado em atender de forma rápida e correta às demandas solicitadas. “E também de sempre se atualizar por meio de cursos e seminários vinculados ao seu setor”.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.