Conteúdo

Município aguarda autorização e doses para ampliar vacinação contra o sarampo

7 de agosto de 2019
16h 57

O Ministério da Saúde emitiu nesta semana um alerta que indica a vacinação contra o sarampo em crianças de seis meses a menores de um ano que vão viajar para áreas com surto da doença. São 39 cidades nesta situação, entre elas Santos, Praia Grande e Peruíbe na região da Baixada Santista.

A imunização deste público não foi iniciada no Município porque a Prefeitura aguarda autorização oficial e o envio de doses pelo Governo do Estado.

“Recebemos a orientação do Grupo de Vigilância Epidemiológica para aguardar a nota técnica oficial, que vai indicar se haverá ou não a ampliação da vacinação em nosso Estado. Hoje (7/08) não temos vacina nem autorização para vacinar este público”, explica a chefe do Departamento de Vigilância em Saúde de Santos, Ana Paula Valeiras.

 

CALENDÁRIO NACIONAL

Por enquanto, as policlínicas continuam dando a vacina dentro da rotina do Calendário Nacional de Vacinação: primeira dose aos 12 meses de idade e, segunda, aos 15 meses. As demais pessoas devem observar se têm o esquema completo em suas carteiras de vacinação. Quem tem até 29 anos deve ter tomado durante a vida duas doses da vacina; de 30 a 59 anos, pelo menos uma dose; acima de 60 anos, não precisa ter tomado a vacina pois já teve contato com o vírus. As policlínicas oferecem o serviço de segunda a sexta, das 9h às 16h.

 

BLOQUEIOS

Neste ano, até o momento houve sete casos de sarampo na Cidade, sendo três deles com relação confirmada com o surto ocorrido entre tripulantes do navio de cruzeiro MSC Seaview, que fez escalas no Porto de Santos.

Para conter o avanço da doença, foram realizados pela Prefeitura bloqueios vacinais no Porto de Santos e área urbana, além de uma ampla campanha de vacinação nos meses de fevereiro e março, com apoio do Ministério da Saúde e Secretaria de Estado da Saúde. Mais de 122 mil doses da vacina SCR (contra sarampo, caxumba e rubéola) já foram aplicadas neste ano na Cidade.

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.