Conteúdo

Mês do Servidor em Santos: Márcia Bleckwedel diagrama atos oficiais há mais de 25 anos

8 de outubro de 2019
17h 16

O Outubro Rosa de 2019 será lembrado por toda vida para Márcia Gonçalves de Lima Bleckwedel, 56 anos, que atua como diagramadora dos atos oficiais na Secretaria de Comunicação e Relações Institucionais (Secom). O olhar diferenciado às campanhas de combate ao câncer mais comum entre as mulheres (depois do de pele) tem motivo: no último mês de março a servidora descobriu um tumor na mama.

Márcia é funcionária de carreira da Prodesan, sociedade de economia mista municipal. Iniciou sua carreira há 27 anos na área administrativa do prédio localizado na Praça dos Expedicionários, bairro Gonzaga, e logo foi desafiada a exercer uma nova função: de diagramadora do Diário Oficial, na sessão de Atos Oficiais.

Na publicação são descritos decretos, nomeações e exonerações, atas, portarias, balanços patrimoniais, pronunciamentos oficiais de governantes, resultados de concursos, obras, andamento de licitações, orçamentos, entre outras.

DESEMPENHO

Durante os primeiros meses de trabalho, uma novidade. Ainda no período de experiência, descobriu a primeira gravidez, justamente no momento que desejava mostrar seu potencial no novo emprego. “Eu passei muito mal na gravidez. A fase foi ruim por dois motivos: pelos enjoos e pela minha vontade de provar que aquele mal-estar era passageiro. Mas, no fim, o pessoal viu que eu tinha potencial e vontade de trabalhar, apesar de a minha condição física aparentar o contrário”.

Em meados de 1995, com o fechamento da gráfica da Prodesan, passou a exercer seu trabalho no andar térreo do Paço Municipal, onde trabalha até hoje.

ROTINA?

Para quem pensa que a rotina no serviço público é monótona, ela comenta que todos os segmentos da Prefeitura têm evolução. “A tecnologia chega e muda nossa vida. Por exemplo, usávamos aparelho de fax para receber as publicações. Depois, e-mail. Recentemente, todos os documentos são enviados pelo sistema dos processos digitais. Acho que todo ser humano tem medo de não desenvolver o que é proposto. Mas eu nunca disse que não iria fazer algo. Me propus a fazer o melhor possível, sempre, e deu certo”.

E essa convicção de que tudo sairá bem também tem conduzido seus pensamentos para o futuro. “Eu já fui operada, o tumor foi retirado. Eu não sei exatamente o que terei que fazer agora, estou aguardando o resultado de alguns exames. Esse é um momento que a pessoa tem que lidar com suas crenças individuais, suas emoções. Eu creio em Deus e isso tem sido a direção para minha vida. Eu entendo que há tempo para todas as coisas e, se eu tenho que lidar com a dificuldade agora, vou lidar de cabeça erguida. Se você sabe aquilo que tem que fazer, e trabalha junto, tem tudo para dar certo”.

Para o secretário da pasta, Flávio Jordão, Márcia se destaca pela eficiência demonstrada ao longo dos anos. “O processo de recebimento e publicação dos atos oficiais requer muita competência. São leis e decretos importantes que fazem parte da história do Município. A Márcia é uma excelente profissional e traz a eficiência que setor exige”.