Conteúdo
Notícias

Maternidade Silvério Fontes renova selo Hospital Amigo da Criança

Publicado: 27 de novembro de 2018
13h 54

A Maternidade Silvério Fontes, que funciona dentro do Complexo Hospitalar da Zona Noroeste, teve o selo de Hospital Amigo da Criança renovado por três anos. O reconhecimento é concedido pela Secretaria de Estado da Saúde.

O hospital passou em todos os dez passos da Iniciativa Hospital Amigo da Criança (IHAC), definidos pelo Ministério da Saúde (veja abaixo), e que premia com selo as instituições que tenham como estratégia a promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno e à saúde integral da criança e da mulher, no âmbito do Sistema Único de Saúde. A avaliação ocorreu nos dias 15 e 16 de agosto deste ano.

Para ter o selo, o hospital também precisa garantir a permanência da mãe ou do pai junto ao recém-nascido 24 horas por dia e livre acesso a ambos ou, na falta destes, ao responsável legal, devendo o estabelecimento de saúde ter normas e rotinas escritas a respeito, que sejam rotineiramente transmitidas a toda equipe de cuidados de saúde.

"Este reconhecimento demonstra a importância da Maternidade Silvério Fontes no atendimento à população, em especial da Zona Noroeste, bem como o comprometimento e seriedade dos servidores que atuam nesta unidade", destaca o secretário de Saúde, Fábio Ferraz.

A IHAC foi criada pela Organização Mundial de Saúde e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância e foi lançada mundialmente em 1991 e no Brasil, em 1992. No Estado de São Paulo, cerca de 40 hospitais são habilitados.

Conheça os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno

  1. Ter uma política de aleitamento materno escrita que seja rotineiramente transmitida a toda equipe de cuidados de saúde
  2. Capacitar toda a equipe de cuidados de saúde nas práticas necessárias para implementar esta política
  3. Informar todas as gestantes sobre os benefícios e o manejo do aleitamento materno
  4. Colocar os bebês em contato pele a pele com suas mães, imediatamente após o parto, por pelo menos uma hora e orientar a mãe a identificar se o bebê mostra sinais de que está querendo ser amamentado, oferecendo ajuda se necessário
  5.  Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação mesmo se vierem a ser separadas dos filhos
  6. Não oferecer a recém-nascidos bebida ou alimento que não seja o leite materno, a não ser que haja indicação médica e/ou de nutricionista
  7. Praticar o alojamento conjunto - permitir que mães e recém-nascidos permaneçam juntos – 24 horas por dia
  8. Incentivar o aleitamento materno sob livre demanda
  9. Não oferecer bicos artificiais ou chupetas a recém-nascidos e lactentes
  10.  Promover a formação de grupos de apoio à amamentação e encaminhar

Foto: Francisco Arrais