Conteúdo

Mais de 220 toneladas de lama são retiradas do canal 1. Confira no vídeo

13 de novembro de 2018
16h 39
Máquina retira lama do fundo do canal. A máquina está estacionada na calçada e o braço basculante com a draga na ponta se lança ao fundo do canal. Pracegover

O desassoreamento mecanizado do canal 1, na Av. Senador Pinheiro Machado, na região do Marapé, soma a retirada de 225 toneladas de sedimentos entre os dias 6 e 12. Nesta terça (13), a pá carregadeira que faz a remoção foi levada à altura do nº 420 da via, próximo à Praça da Bíblia, no sentido Centro-praia.

Iniciado no dia 6, na altura da Rua Joaquim Távora, o desassoreamento foi realizado em cerca de 400 metros de extensão do canal, cujo trecho é considerado crítico até a Rua Carvalho de Mendonça, devido ao acúmulo de sedimentos oriundos dos morros e das tubulações mais largas. Depois de removido, o material acumulado exigiu 22 viagens de caminhão até o destino final.

O trabalho realizado anualmente faz parte da Operação Cuidando de Santos e complementa a limpeza das galerias das redes de drenagem para melhorar a vazão das águas em direção ao mar. A limpeza é executada por funcionários da Prodesan, com apoio da CET e supervisão de técnicos da Secretaria de Serviços Públicos.

A expectativa é de aumentar profundidade do canal em cerca de 50 cm, facilitando o fluxo da água. O serviço acontece de segunda a sexta, das 8h às 16h. O próximo está previsto para o canal 3, no trecho entre as ruas Joaquim Távora e Almeida de Moraes.

CUIDADO

Para a realização do serviço, a máquina fica junto ao canal, sobre o passeio, que fica protegido por um tapete de malha de ferro emborrachado. E para a eficiência do trabalho, a máquina será operacionalizada também no sentido praia-Centro, sempre em horários que possam evitar o prejuízo ao fluxo de veículos.

 

Foto: Isabela Carrari

 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.