Conteúdo
Notícias

Mais de 2 mil pessoas prestigiam Primavera Criativa em sábado movimentado no Centro Histórico de Santos

Publicado: 25 de setembro de 2021 - 19h53

Mais de 2 mil pessoas passaram pelo Centro Histórico de Santos neste sábado (25) para conferir a vasta programação de cultura, gastronomia e lazer da Primavera Criativa, que consiste numa série de ações voltadas ao turismo e ao fomento da economia da Cidade.

Pela manhã, a Praça Mauá recebeu centenas de ciclistas que chegaram do passeio iniciado na orla do Boqueirão. Eles juntaram-se ao público que já prestigiava as mais de 30 barracas de feira Feito em Santos, com comercialização de produtos não industrializados, como bijuterias, enfeites para casa, roupas, bordados, souvenirs e esculturas, entre outros. Doces, salgados e cervejas artesanais completaram as opções.

No local, também esteve montada a estante do projeto Leia Santos, da Secretaria de Cultura (Secult) com os programas Adote um Gibi e Adote um Livro, além de serviços da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), como o teste antígeno para detecção de covid-19 (resultado em 15 minutos) e as orientações de prevenção à dengue.

Durante os eventos na praça, o prefeito Rogério Santos ressaltou que a programação só foi possível graças ao avanço da vacinação contra o coronavírus. “Santos alcançou a marca de 76% da população adulta vacinada. Então, esse é um momento de esperança, de uma nova fase, sem esquecer da máscara e do álcool em gel”.

Ele mencionou ainda outros efeitos positivos do evento. “A gente ainda vive a pandemia. Então, a primavera significa um ressurgimento, uma alegria para a alma. Porque a covid também afeta o psicológico com o isolamento social. E aqui movimentamos nossa cadeia criativa, que é muito rica, contribuindo também com a revitalização do nosso querido Centro Histórico”.

Valongo

No Valongo, o público aproveitou a gratuidade em todas as atrações. Centenas de pessoas passearam a bordo dos bondes da linha turística e 1,2 mil visitaram o Museu Pelé, onde está montada a exposição fotográfica “O início da lenda Pelé”, com imagens registradas pelo fotógrafo santista José Herrera.

Morador do Morro São Bento, Arão Silva ficou sabendo da programação pela televisão e levou esposa e filho para conhecerem o casarão dedicado ao Rei do Futebol. “Achei muito interessante. É muito bom as pessoas poderem ter acesso à cultura e à história da nossa cidade”.

Já a estudante de cinema Sofia Cavalheiro veio de Campinas com os pais. Sem programação definida, foi surpreendida ao passar pela área portuária do Valongo. “Vimos que estava tudo enfeitado. Paramos, perguntamos e já ficamos para participar”, contou, elogiando o clima de festividade. “Já tinha vindo ao bonde numa excursão de escola, há muito tempo, mas senti que hoje está muito mais animado. Os enfeites com as flores deram muita alegria e senti toda uma vibração especial na Cidade”.

Também no Valongo, o Espaço Doca foi aberto para exposição, com mobiliário e objetos de diferentes décadas, organizados de forma harmônica em um dos casarões do bairro. Futuramente, o local funcionará como antiquário.

Pela Rua do Comércio, carros antigos foram expostos para apreciação do público. E, para quem tem curiosidade sobre mecânica e restauração, a Oficina de Bondes esteve aberta, com visitação monitorada.

Workshops

Dois workshops gratuitos integraram a programação deste sábado. O primeiro ocorreu no quinto andar do Palácio José Bonifácio, com o título “Conexão Floral”, ministrado pela decoradora Pupy Zogaib, para mais de 20 pessoas. O objetivo foi promover “uma vivência no manuseio de flores, ampliando a percepção sensorial e a criatividade para a montagem de arranjos”.

Sobre o espaço recentemente reformado, no último piso do edifício, Pupy disse que “está impecável”. “Ficou maravilhoso. Quero poder voltar aqui e fazer novos eventos. O local é lindo, arejado e com luz, todo estruturado”.

O segundo workshop do dia foi promovido dentro do Bonde Arte (estacionado na Praça Mauá), pela chef Kellyn do Nascimento, com demonstrações de pratos com flores comestíveis.

Palácio

Recintos históricos, como o Salão Nobre Esmeraldo Tarquínio e a Sala Princesa Isabel, ambos situados dentro do Palácio José Bonifácio, receberam visita monitorada gratuita na programação deste sábado. No mesmo edifício, no quinto andar, uma exposição de mesas de jantar organizadas com pratos, talheres e flores foi montada pela influenciadora digital Débora Henriques.

Domingo

A programação da Primavera Criativa se encerra neste domingo (26), com visitas monitoradas à Oficina de Bondes (das 11h às 16h) e ao Palácio José Bonifácio (1hh, 14h e 16h), ambas no Centro Histórico, onde haverá ainda a feira Feito em Santos (das 11h às 17h) e passeios da linha turística do bonde (das 11h às 17h). Também estará aberto o Museu Pelé (das 10h às 17h).

Já no José Menino, no Orquidário Municipal (Praça Washington s/n), será realizada a Feira de Orquídeas, com entrada gratuita (das 9h às 17h).

 

Galeria de Imagens