Conteúdo

Mais 126 jovens em Santos estão prontos para dar informações sobre Aids e outras doenças

14 de novembro de 2019
16h 20

Você sabe o que é Aids? Como evitar? Como buscar tratamento? “Hoje, eu sei responder a estas perguntas. Depois que participei do projeto Santos Jovem Doutor, ganhei muito aprendizado”, disse a aluna da escola Martins Fontes (Morro da Penha), Nicole Costa, 15. Ela faz parte do grupo de 126 estudantes de 7º a 9º ano que se formaram nesta quinta-feira (14), no Teatro Guarany, na 5ª edição da iniciativa.

Seu colega Marlon Mariano Pereira Nery Macedo, 15, contou que agora tem mais responsabilidade sobre suas atitudes e decisões pessoais, incluindo ser um multiplicador de informações. Já Pâmela Roberta Manoel, 15, da unidade Vinte e Oito de Fevereiro (Saboó), destacou que o curso, mais que os conhecimentos, despertou nela a amizade e empatia, bem como reforçou sua vocação de querer ser pediatra.

Além deles, participaram 19 professores mediadores, abordando doenças sexualmente transmissíveis, DSTs/Aids/hepatites virais, com uso de novas tecnologias como computação gráfica, homem virtual, impressora 3D entre outras, elaboradas pelo departamento de Telemedicina da Faculdade de Medicina da USP, parceira do projeto, junto às secretarias municipais de Saúde (SMS) e de Educação (Seduc). O curso é realizado durante o ano letivo, duas vezes por semana.

QUINZE ESCOLAS

Este ano, o projeto envolveu 356 estudantes de 15 unidades: Cidade de Santos (Embaré), Avelino da Paz Vieira (Vila Nova), Edméa Ladevig (Gonzaga), Ayrton Senna da Silva (Campo Grande), Florestan Fernandes (Embaré), Lourdes Ortiz (Ponta da Praia), Pedro II (Ponta da Praia), Irmão José Genésio (Morro José Menino), Oswaldo Justo (Chico de Paula), 28 de Fevereiro (Saboó), Martins Fontes (Morro da Penha), José Carlos de Azevedo Jr. (São Manoel), José da Costa e Silva Sobrinho (Piratininga), Judoca Ricardo Sampaio Cardoso (Caruara) e Monte Cabrão (Monte Cabrão). “Destes 356, formaram-se os 126 que estão no 9º ano e agora vão cursar o ensino médio”, explicou Estrela Cordeiro, uma das responsáveis pela ação na Seduc.

"Vocês são um orgulho para nós pela transformação e evolução que demonstram a cada ano. Sentem-se responsáveis por passar os conhecimentos adquiridos como jovens cidadãos", ressaltou a secretária de Educação, Cristina Barletta.

Integrantes da equipe gestora do programa na Seduc, as professoras Ana Lúcia Caetano e Ana Lúcia Lopes, e Mariana Chao, filha do idealizador do Jovem Doutor, Chao Lung, prestigiaram a formatura. Também marcaram presença os vereadores Audrey Kleys e Braz Antunes - que destinaram emendas parlamentares para a compra de equipamentos que permitiram a realização do projeto - e o secretário de saúde, Fábio Ferraz.

O evento contou com apresentação do vídeo 'Os Alquimistas estão chegando' e a atração artística 'Bolharte', da aluna Michelle dos Santos Souza, da unidade José da Costa e Silva Sobrinho.