Conteúdo
Notícias

Maior taxa estadual de recuperação de idosos com covid-19 rende prêmio a Santos

Publicado: 14 de dezembro de 2020 - 21h56

Santos foi uma das três cidades contempladas pelo governo do Estado no 1º Prêmio Parcerias em Ação, por manter, entre pessoas com mais de 60 anos, a maior taxa estadual de recuperação da covid-19, atualmente em 87%. No Município, os idosos representam 20% da população.

A cerimônia de premiação foi realizada nesta segunda-feira (14), no Palácio dos Bandeirantes, na Capital, conduzida pelo governador João Doria Júnior e pelo secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, que trataram do programa Parcerias Municipais, referentes a projetos desenvolvidos em parceria com as prefeituras.

Presente à cerimônia, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa falou sobre a premiação. "A Cidade foi reconhecida como exemplo no enfrentamento à pandemia, nesse momento desafiador da história da humanidade". Na sequência, ele reverenciou as equipes médicas da rede municipal. "Quero aproveitar para agradecer pelo trabalho dos nossos profissionais da saúde, que se empenham para salvar vidas".


NÚMEROS

Desde o início da pandemia, foram criados em Santos 449 leitos para tratamento de pacientes de covid-19, sendo 300 de clínica médica e 149 de UTI, instalados no Complexo Hospitalar dos Estivadores, no Hospital Vitória, na UPA da Zona Leste, no Hospital de Pequeno Porte, na Santa Casa e na Beneficência Portuguesa. Até o fim desta semana, serão abertos mais 60 leitos na UPA Central – 40 de clínica médica e 20 de UTI.

Neste período, o Município promoveu 80,8 mil testes rápidos, com 65,4 mil desses pelo sistema drive thru, em que a pessoa é testada dentro do carro. Já os exames do tipo PCR chegam a 50,1 mil, com 20 mil realizados por meio de um instituto contratado diretamente pela Prefeitura.