Conteúdo

Maior integração com a cidade é marca no aniversário do porto de santos

30 de janeiro de 2009
0h 00

O Porto de Santos moderno, nascido oficialmente na região do Valongo em 2 de fevereiro de 1892, quando a então CDS (Companhia Docas de Santos) entregou à navegação mundial os primeiros 260 m de cais, comemora segunda-feira (2), 117 anos em crescente harmonia com a cidade, apesar de inúmeros desafios. Nos últimos anos, em parceria com a prefeitura, foram muitos os avanços no maior porto da América Latina, com destaque para a criação em 2008 do primeiro centro de capacitação de trabalhadores portuários do país, o Cenep-Santos (Centro de Excelência Portuária). Principal indutor da economia santista, o Porto de Santos foi deixado em segundo plano por muito tempo. Para solucionar esse problema e melhorar a relação porto-cidade, a administração municipal criou em 2005 a Secretaria Municipal de Assuntos Portuários e Marítimos, que serviu de exemplo para o país. A partir da sua criação, pela primeira vez o poder público municipal foi colocado no centro das discussões portuárias e teve início a participação em projetos e ações para o desenvolvimento do setor. Fruto desse trabalho, o representante da prefeitura e responsável pela pasta, Sérgio Aquino, foi escolhido no ano passado para ocupar a presidência do CAP (Conselho de Autoridade Portuária). Desde 2006, a prefeitura também promove a ‘Semana Cidade-Porto’, com diversas atividades, como passeios, visitas e corrida, visando a aproximação entre o município e o complexo portuário. E objetivando o aproveitamento dos armazéns 1 ao 8 do Valongo, desativados há mais de 20 anos, foi assinado em fevereiro de 2008 convênio com a Codesp (administradora do porto) para revitalização da área portuária e sua integração urbana. Está previsto a transformação do local em um polo de desenvolvimento, com atividades turísticas, náuticas, culturais e empresariais. HISTÓRIA A data de aniversário do porto é referente à atracação do vapor inglês ‘Nasmith’, no então novo e organizado cais, criado em substituição às precárias estruturas do porto iniciado por Braz Cubas (fundador da Vila de Santos), em meados de 1540. Na ocasião, ele transferiu o porto da baía de Santos para o seu interior, em águas protegidas, inclusive do ataque de piratas, no sítio denominado Enguaguaçu, no acesso do canal de Bertioga. Atualmente, o Porto de Santos movimenta, por ano, mais de 60 milhões de toneladas de cargas diversas, número inimaginável em 1892, quando operou 125 mil toneladas. Com 12 km de cais, entre as duas margens do estuário de Santos, o porto entrou em nova fase de exploração, consequência da Lei 8.630/93, com arrendamento de áreas e instalações à iniciativa privada, mediante licitações públicas.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.