Conteúdo

Ligação seca Santos-Guarujá é tema de debate entre lideranças

12 de setembro de 2019
17h 32

A ligação seca entre Santos-Guarujá foi um dos principais destaques do segundo almoço-debate do Grupo de Líderes Empresariais - Lide, que reuniu, nesta quinta-feira (12), empresários e autoridades municipais e estaduais como o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, no Sheraton Hotel (Aparecida). O evento teve como temática norteadora as perspectivas econômicas para o desenvolvimento da Baixada Santista.

Considerada a principal alternativa para permitir a expansão do cais santista, a proposta de acesso entre as cidades por meio de uma ponte foi explanada por Vinholi. “Temos uma proposta objetiva para sanar um problema de 100 anos. É uma ligação que está de pé ambientalmente, no modelo jurídico e, sobretudo, no modelo econômico e financeiro. São R$ 3 bilhões a serem investidos pelo Governo do Estado, com execução das obras pela Ecovias. Estamos a ponto de iniciar esse processo, o que esperamos até o final do ano”, afirmou ele, que pela manhã visitou as obras da Nova Entrada de Santos.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa defendeu, mais uma vez, que os projetos da ponte sejam colocados em execução. “O Município apoia as propostas que tenham viabilidade técnica, ambiental e econômica. É preciso pragmatismo nas discussões. O Estado está disposto a investir, então não nos resta outra alternativa se não apoiar integralmente. Obras como essas são fundamentais para gerar empregos e para desenvolver a região economicamente, sem prejudicar nossa mola propulsora da economia local, que é o porto”.      

Durante sua palestra, o secretário Vinholi também apresentou propostas e metas para a região ao longo dos próximos anos nas áreas de mobilidade, desenvolvimento econômico, habitação e saneamento. “A Baixada Santista é a terceira região que mais cresceu no Estado de São Paulo”, ressaltou.

Já o presidente do Lide Santos, Jarbas Vieira Marques Junior, falou dos diferenciais da região, que tem aptidão para o turismo, além da existência do maior porto da América Latina, das universidades e de importantes hospitais. “Desde o primeiro Lide, já são 35 empresas-membro e temos expectativa de chegar a 50 no final do ano”, acrescentou ele.

 

MULHER E FUTURO SANTOS

 

Na ocasião, foi apresentada a criação do Lide Mulher e do Lide Futuro Santos, cujos presidentes são, respectivamente, a jornalista Claudia Duarte Cunha e o diretor-geral do Sistema Santa Cecília de Comunicação, Marcelo Teixeira Filho.

 

O Lide Mulher objetiva colaborar com a aceleração do desenvolvimento de mulheres em altos cargos de liderança, com visão local e global, por meio de seminários e orientações que aproximem as executivas, estimulando contatos e a troca de informações e de experiências. Já o Lide Futuro Santos será formado por jovens líderes empresariais da região.

 

Lide - Criado em agosto último, o Lide Santos é uma organização que reúne executivos dos mais variados setores de atuação em busca de fortalecer a livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos corporativos nas esferas pública e privada.

 

Atualmente, conta com 1,7 mil empresas filiadas e 40 unidades nacionais, regionais e internacionais. No Brasil, são 21 unidades distribuídas nas regiões do Amazonas, Bahia, Brasília (DF), Campinas (SP), Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Ribeirão Preto (SP), Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São José do Rio Preto (SP), Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Vale do Paraíba (SP) e Santos (SP).

 

No exterior, está na Alemanha, Angola, Argentina, Austrália, Brasil, Chile, China, Colômbia, Espanha, Florida (USA), Itália, Marrocos, Moçambique, Mônaco, Oriente Médio (Arábia Saudita, Bahrein, Catar, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Omã), Paraguai, Portugal e Uruguai, além das unidades em constituição no México e no Peru.

 

ATUAÇÃO

 

São 25 frentes de atuação nos principais setores da economia e representados por personalidades e especialistas, fortalecendo o pensamento, relacionamento e princípios éticos de governança corporativa. As áreas de atuação são: Agronegócios, Cidadania, Comércio, Comunicação, Conteúdo, Cultura, Educação, Empreendedor, Empreendedorismo Social, Energia, Esporte, Futuro, Infraestrutura, Inovação, Internacional, Justiça, Máster, Mulher, Saúde, Segurança, Solidariedade, Sustentabilidade, Tecnologia, Terceiro Setor e Turismo.