Conteúdo

Levantamento da saúde bucal em santos é feita por cinco equipes

20 de março de 2002
0h 00

Começou na última segunda-feira e vai estender-se até o dia 27 o estudo detalhado e complexo das condições da saúde bucal da população santista, por amostragem de 829 pessoas, sorteadas em diferentes faixas etárias. O levantamento está sendo feito pela SMS e ocorre a nível nacional, por determinação do Ministério da Saúde, sendo que no Estado de S.Paulo foram sorteados 35 municípios, dois deles da Baixada: Santos e Itanhaém. Nesta semana, cinco equipes da SMS, da Coordenadoria da Saúde Bucal, formada cada uma por um dentista e um ACD – Auxiliar de Consultório Dentário, estão percorrendo várias escolas sorteadas, entre públicas e particulares, examinando estudantes igualmente sorteados. É feita avaliação dos dentes, gengivas, tecido mole e os problemas existentes, desde prevalência de cárie dentária, alterações gengivais, doença periodontal, oclusopatias, fluorose dentária, uso e necessidade de prótese e tratamentos. AUSÊNCIA DE CÁRIES O dentista José Roberto Lidor Pontes e a ACD Roseli Nascimento, que ontem estiveram na EEEF Ruy Ribeiro Couto, explicaram que nas escolas já visitadas, públicas e particulares, têm observado uma ótima situação em relação a incidência de cáries, além de boa escovação. Isso é reflexo do programa de controle de saúde bucal nas escolas mantido pela Prefeitura há vários anos, afirmou Pontes. Mas o estudo vai muito mais além e registra todos os problemas leves ou graves que surgirem, inclusive existência de uma ou mais restaurações, coroas, faceta estética, extrações, remineralização, selante, e ainda se os dentes foram perdidos por cárie ou outras razões, alterações no tecido mole, anomalias dentro-faciais, existência de dentaduras e outras próteses. Ontem, o primeiro aluno examinado, da 5ª série D, da Ruy Ribeiro Couto, Thiago Chaves, 13 anos, apresentou um problema um pouco raro, a existência de manchas brancas no dente provocadas por excesso de flúor, a fluorose. O garoto também registrava mau posicionamento de um dos dentes superiores (canino), problema que normalmente ocorre por falta de espaço; o mesmo quadro foi apresentado pelo garoto Cristiano dos Santos Encinosso, de 13 anos, o que demonstra que ambos vão precisar utilizar aparelho de correção. Entretanto, os dois apresentavam ótima escovação e sem nenhuma cárie. O estudo vai avaliar, a partir de sexta-feira, população adulta em residências sorteadas. Serão avaliados 99 bebês, 76 adolescentes, 43 adultos e 14 idosos, perfazendo 829 pessoas.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.