Conteúdo

Leitos hospitalares e restrição de acesso à Baixada são solicitados ao Estado

8 de maio de 2020
19h 37

Demandas da Baixada Santista para o enfrentamento à pandemia de covid-19 foram levadas na tarde desta sexta-feira (8) ao governo do Estado, em reunião no Palácio dos Bandeirantes, onde foram realizados pedidos por ampliação do número de leitos hospitalares em Santos e Praia Grande e por restrições de acesso à região por meio do Sistema Anchieta Imigrantes (SAI).

Os temas foram apresentados na Capital pelo prefeito santista, Paulo Alexandre Barbosa, na ocasião em que o governo do Estado anunciou a prorrogação da quarentena até o próximo dia 31, como forma de conter o avanço da doença e evitar a superlotação de leitos hospitalares.

O prefeito se reuniu com o governador João Doria, o vice-governador Rodrigo Garcia e os secretários estaduais de Saúde, José Henrique Germann, e de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.“Tratei de demandas como a ampliação de leitos no Hospital Vitória, em Santos, e também em Praia Grande, para que possamos atender à região como um todo”, disse Barbosa, que preside o Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb).


Outra preocupação exposta por ele foi o trânsito de pessoas entre o planalto e o litoral. “Reiterei como necessária a restrição de acesso ao Sistema Anchieta Imigrantes para evitar a ida de turistas para a Baixada Santista, o que contribui com a disseminação do coronavírus”.

CONSELHO

Durante pronunciamento sobre a prorrogação da quarentena paulista, foi anunciada a criação do Conselho Municipalista do Estado de São Paulo, que reúne prefeitos de 15 regiões metropolitanas mais a Capital. As reuniões do grupo ocorrerão semanalmente.

“Vamos fazer com que as ações de prefeituras e do governo do Estado sejam cada vez mais consorciadas, agregadas e regionalizadas para que, através desse processo, possamos superar esse período mais duro que vamos enfrentar em termos de saúde”, disse Vinholi.

Representante da Baixada Santista no conselho, Barbosa adiantou que este será mais um espaço para tratar das principais necessidades de Santos e das cidades vizinhas. “Vou estar aqui lutando e defendendo nossos interesses para que possamos ter medidas protetivas eficientes e mais leitos para toda a população da região”.

SANTOS ULTRAPASSA 1,1 MIL CASOS DE CORONAVÍRUS


 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.