Conteúdo

Leia Santos começa o ano com homenagem e novos adeptos

11 de março de 2016
14h 25

O Centro Histórico abrigou a primeira edição do projeto Leia Santos – Um Incentivo à Leitura em 2016. A volta do evento literário, realizado pela Secretaria de Cultura (Secult), ocorreu nesta sexta-feira (11), na Praça Mauá, e celebrou a memória e a obra do autor santista Rui Ribeiro Couto.

Com o objetivo de aproximar o universo literário da população, o projeto colocou à disposição do público, gratuitamente, por meio das tradicionais ações Adote um Livro e Adote um Gibi, mais de 300 publicações literárias e 200 HQs.

Apesar de já ter avistado a tenda do Leia Santos em diversas ocasiões, o advogado e professor Ernesto Teruel participou da ação pela primeira vez. “Já conhecia, mas é a primeira vez que adoto um livro no estande. O que mais me chama a atenção é slogan (Leve, leia e doe), algo que mostra qual é o compromisso dos cidadãos. Também incentivo a troca de livros entre os meus alunos, dentro e fora da sala de aula”, disse o morador do Embaré, de 61 anos.

Displays

Já Letícia Maria Sabino gosta muito da ideia dos displays para troca de livros nos pontos de ônibus. “Acho dinâmico. É uma ótima forma de oferecer leitura ao público. Também faço a troca nos pontos de ônibus. É realmente uma pena que alguns destes dispositivos tenham sido alvos de vandalismo”, declarou a também moradora do Embaré, de 57 anos.

Já a patrulheira Larissa Fraga, que conheceu o Leia Santos neste dia, revelou que continuará acompanhando o evento e fará doações de obras literárias assim que puder. “Achei bem legal. É uma bela oportunidade de ficar no mundo da leitura. As publicações estão muito caras e trazê-las de forma gratuita a todos é bem bacana. Tenho muitos livros em casa, vou trazê-los para estimular a doação”, contou a jovem, de 16 anos.

Foto: Raimundo Rosa