Conteúdo

Investimentos em obras em bairro da Zona Noroeste de Santos ultrapassam R$ 12 milhões em cinco anos

24 de junho de 2019
17h 13

Com a implantação de uma nova ciclovia e duplicação da Rua Francisco Ferreira Canto (da Praça Albertino Moreira à Rua Feira de Santana) em andamento, o bairro do São Jorge, na Zona Noroeste de Santos, chega a investimentos que somam R$ 12 milhões em um período de cinco anos.

Além da ciclovia de 540 metros, a rua também passará por uma remodelação urbanística, com calçadas acessíveis. Iniciada neste mês, a obra recebeu vistoria de equipe técnica da Prefeitura nesta segunda-feira (24).

Sob supervisão da Secretaria de Infraestrutura e Edificações (Siedi), os trabalhos são executados pela empresa Lemam (vencedora de licitação) e deve ficar pronta até o início de 2020. A verba, de R$ 4.457.134,60, é proveniente do Departamento de Apoio ao Desenvolvimento das Estâncias (Dade) do Estado de São Paulo.

A visita técnica contou com a presença do prefeito Paulo Alexandre Barbosa, que falou sobre a importância das intervenções em andamento. “Vamos duplicar a pista para dar fluidez ao trânsito. Quem desce o Morro da Nova Cintra tem que pegar mão dupla na Ferreira Canto. Isso vai acabar. Vamos dobrar a capacidade de fluxo de veículos, facilitando a vida da população e evitando congestionamentos”.

Ele também mencionou os benefícios para quem se desloca de bicicleta pela Zona Noroeste. “A nova ciclovia vai fazer conexão com as das avenidas Nossa Senhora de Fátima, Eleanor Roosevelt e Jovino de Mello”.

A Rua Francisco Ferreira também contará com 750 metros de novos passeios acessíveis (no padrão Calçada para Todos) e restruturação do sistema de drenagem. A Prodesan está responsável pelo desassoreamento do canal, sob expectativa de remover até 200 toneladas de resíduos no trecho entre a Praça Albertino Moreira e a Avenida nossa Senhora de Fátima.

OUTROS INVESTIMENTOS

Nos últimos anos, o São Jorge recebeu R$ 7,7 milhões em investimentos nas áreas de educação e mobilidade. Em janeiro deste ano, foi inaugurada a escola municipal Maria Lúcia Prandi, que atende 172 crianças de até 4 anos de idade. A obra custou R$ 2,9 milhões e foi finalizada pela empresa Ultracargo por meio de um Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigatórias e Compensatórias (TRIMMC).

Em 2018, o bairro ganhou a ciclovia da Avenida Eleanor Roosevelt, construída com verba de R$ 883 mil, proveniente do Dade, mesma fonte de recurso utilizada em 2015 para a pavimentação de 12 vias locais sob o valor de R$ 3,9 milhões.

Fotos: Isabela Carrari

Galeria de Imagens

operários trabalham na ciclovia #pracegover
operário atua no talude do canal #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.