Conteúdo

Instituições santistas recebem auxílio de R$ 1,197 milhão

27 de agosto de 2019
18h 20

Três entidades santistas que atendem quase 300 pessoas na Cidade receberão auxílio de R$ 1,197 milhão, produto de emendas parlamentares, para manter os custos de suas atividades.

Os três termos de fomento (instrumento pelo qual é formalizado o repasse de recursos do Poder Executivo para as instituições) foram assinados nesta terça-feira (27) por representantes da Prefeitura, das entidades e da Câmara Municipal.

Cada instituição recebeu destinação de diversos vereadores, totalizando R$ 905 mil à Mensageiros da Luz, R$ 145 mil ao Gapa e R$ 147,5 mil à São Vicente de Paulo, que serão pagos em cinco parcelas.

Edna Daguer, presidente da Mensageiros da Luz, comentou que as instituições passam por períodos de intensa dificuldade financeira. “Lutamos sempre, mas como é importante termos ajuda, muitas vezes, a conta ‘não fecha’. Deixo uma frase que me inspira: sozinho chegamos mais rápido, mas juntos chegamos mais longe”.  

O presidente da Câmara de Santos, Rui de Rosis, salientou que as emendas são destinadas pelos vereadores com grande alegria. “Nós da Câmara temos uma responsabilidade muito grande. Essas ações nos deixam muito contentes, podermos ajudar dentro das nossas atribuições. O repasse não é um favor, para nós, é uma obrigação”.

Para o prefeito Paulo Alexandre Barbosa, o terceiro setor tem papel fundamental na sociedade santista. “Digo com convicção que o Poder Público não tem capacidade e nem competência para fazer tudo sozinho, uma gestão eficiente é aquela que potencializa quem faz bem. Se Santos está presente em todos os rankings de qualidade de vida, saúde, educação e tem números destacados no Brasil, isso se deve muito ao trabalho feito pelas instituições”.

EMENDAS

As emendas parlamentares são um dispositivo onde vereadores, deputados estaduais ou federais conseguem influenciar a proposta orçamentária apresentada pelo governo podendo, inclusive, direcionar recursos do orçamento público a ações e projetos desenvolvidos nos municípios, estados ou na União. Atualmente, existem 13 termos de fomento entre Secretaria de Saúde e instituições.