Conteúdo

Hospital dos Estivadores de Santos dá dicas de amamentação ao público

1 de agosto de 2019
17h 23
enfermeira mostra a mãe como amamentar #pracegover

“Amamentar é um pouco difícil, mas a vinda até a tenda foi ótima porque aprendi direitinho como deve ser a pega correta para não machucar o mamilo”. A declaração é de Tatiane T. de Oliveira, mãe de Mariah, que nasceu nesta segunda-feira (29) no Complexo dos Estivadores. Ela foi uma das atendidas na tenda montada em frente ao hospital nesta quinta-feira (1º), onde uma equipe multidisciplinar está oferecendo atendimento sobre amamentação até sexta (2), das 10h às 17h.

A ação do hospital faz parte da programação do mês dedicado à conscientização sobre a importância do leite materno para a vida dos bebês, chamada de Agosto Dourado: “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação", parceria do Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz (gestor do hospital) e da Prefeitura.

No local, enfermeira, nutricionista, lactarista e técnicos de enfermagem auxiliam as mamães sobre as primeiras horas de amamentação e estão disponíveis para atender qualquer interessado. Recomenda-se também a ida dos companheiros e dos que integram a rede de apoio da mãe que para tirar dúvidas sobre o assunto que precisa ser compartilhado com familiares, parte fundamental no estímulo para a continuidade da amamentação.

Junto a Tatiane estava o marido Sérgio da Silva, que pretende ser exemplo nos cuidados com a filha. Ele acompanhou todas as dicas fornecidas pela equipe. “Quero ajudar em tudo e curtir essa fase; inclusive já dei banho na bebê no hospital. No que depender de mim, Tatiane se dedicará somente à Mariah para conseguir alimentá-la exclusivamente com amamentação nesses seis primeiros meses”.

Conforme a enfermeira Cibele da Silva Santos, normalmente as orientações são para as gestantes, “mas é o tipo de informação que deve ser passada também para a família que auxilia a mãe porque ela fica estressada e cansada. Não adianta ela querer dar conta do bebê recém-nascido e de todo o resto. Ela precisa de apoio”.

MITOS

Segundo a nutricionista, que também integra a equipe de atendimento na tenda, Marina Garcia Gloria Pinto, há vários mitos sobre amamentação. “Chocolate não dá cólica no bebê, feijão não faz mal. Na verdade, o excesso de qualquer alimento fará mal para a mãe e para o bebê. Então, comer um quadradinho de chocolate no dia não tem problema algum”.

Outras dicas: canjica não estimula a produção do leite materno como muitos ainda acreditam e divulgam. “O que produz o leite materno é uma mãe bem nutrida que consegue descansar enquanto o bebê descansa. Ajudem no descanso da mãe, na alimentação saudável dela e na atenção com o filho mais velho, se houver”, completa a nutricionista.

    Amamentação é responsabilidade de todos que estão em volta do bebê

    A Organização Mundial de Saúde estabeleceu como meta o aumento em 50% da taxa de aleitamento materno exclusivo às crianças com até seis meses de idade até o ano de 2025. Para cumpri-la, são necessárias ações que permitam à mãe amamentar o bebê de forma tranquila. E as pessoas mais próximas (familiares, companheiro, amigos, vizinhos) têm papel fundamental neste processo ao formarem realmente uma rede de apoio.

    Esses e outros assuntos foram discutidos, nesta quinta-feira (1), no evento ‘Empoderar pais e mães, favorecer a amamentação’, fruto de uma parceria da Prefeitura de Santos com o Complexo Hospitalar dos Estivadores e que abriu o calendário de eventos do Agosto Dourado, mês de promoção ao aleitamento materno que remete ao chamado ‘padrão ouro’ deste alimento.

    Gestantes participaram com perguntas sobre o momento que vivenciarão daqui a poucos meses. A psicóloga Renata de Oliveira, que atua no Instituto da Mulher e Gestante, destaca que a amamentação não é um ato exclusivo da mãe, mas de todos que a cercam. “O apoio tem que ser contínuo e não apenas no primeiro mês. No aleitamento, ainda se percebe muito palpite e pouco apoio. Às vezes, a mulher pode achar que está produzido leite em quantidade insuficiente porque alguém falou”.

    Para a fisioterapeuta Fernanda Cockell, docente da Unifesp, é importante analisar o vínculo de toda a família com o bebê. Ela enumerou ações que podem ser feitas por outras pessoas enquanto a mãe descansa: carregar o bebê no sling, banhá-lo no ofurô e fazer shantala (técnica de massagem que ajuda no relaxamento do bebê), por exemplo.

    Vale lembrar que uma forte carga de estresse pode diminuir a produção de leite materno. “Às vezes, o apoio está em não visitar a mãe, porque às vezes ela pode estar em um momento que não quer receber visita”.

    LEGISLAÇÃO

    Embora no Brasil existam as empresas-cidadãs que oferecem licenças-maternidade e paternidade estendidas, de 180 e 15 dias respectivamente, não há legislação que preveja período diferente para mães e pais de prematuros.

    “Há necessidade de movimentação da sociedade para um suporte maior aos pais de bebês prematuros. Existem mães que passam todo o período de sua licença-maternidade com o bebê internado”, diz Nathália Lobosque, assistente social do Complexo Hospitalar dos Estivadores.

    Motivos para amamentar não faltam

    • O leite materno provoca menos cólicas nos bebês e é de fácil digestão (mais leve que fórmulas)
    • Auxilia na formação do sistema imunológico do bebê que fica mais protegido contra bactérias e vírus; evita diarreias
    • Os recém-nascidos alimentados exclusivamente do leite materno têm mais facilidade de se recuperar de doenças
    • O momento da amamentação aumenta o vínculo da mãe e do filho
    • O ato de sugar ajuda no desenvolvimento da arcada dentária do bebê
    • A mãe fica mais protegida contra o câncer de ovário e de mama, de desenvolver anemia, osteoporose, doenças cardíacas, depressão e hemorragia pós-parto

    Fotos: Rogério Bomfim e Francisco Arrais

    Galeria de Imagens

    bonecos usados na tenda #pracegover
    visão da tenda na porta do hospital #pracegover
    enfermeira segura bebê ao lado de mãe #pracegover
    Mulheres acompanham palestra sobre amamentação #pracegover
    com boneca, enfermeira mostra a mãe, que segura bebê, como amamentar #pracegover

    Feedback

    Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.