Conteúdo

Gestores condominiais conhecem mais sobre projetos sustentáveis de Santos

9 de dezembro de 2019
15h 59

Projetos da Prefeitura ligados à sustentabilidade foram apresentados na última sexta-feira (6) a síndicos, subsíndicos, conselheiros, gerentes prediais e administradores de condomínio no Expo Síndico, evento particular realizado em um edifício comercial no Gonzaga.

A iniciativa pretendeu proporcionar troca de experiências profissionais e despertar a sensibilização em pessoas que atuam em condomínios sobre os impactos causados no meio ambiente. Foram realizadas palestras com temas envolvendo economia, sustentabilidade, segurança, água de reúso e portaria remota.

Um dos palestrantes da noite, o secretário de Meio Ambiente, Marcos Libório, comentou que o evento é uma oportunidade de capacitar multiplicadores. “Entendemos que o síndico tem contato direto com o cidadão em pequenos núcleos, que são como pequenas prefeituras. Neles, os profissionais sentem, inclusive, as dificuldades da própria Administração Pública”. Entre os temas abordados estiveram os programas Condomínio Sustentável e Recicla Santos.

SAIBA MAIS

O programa Condomínio Sustentável, da ONG Concidadania, em parceria com a Secretaria de Meio Ambiente, foi apresentado por Renato Prado, coordenador do programa. Atualmente, o projeto compartilha informações sobre descarte correto de resíduos, reciclagem, economia de água, energia elétrica e compostagem para 650 condomínios de 13 bairros das zonas Intermediária e Noroeste. Teve início em 2017 e, no próximo ano, incluirá, além dos condomínios, visitas a 13 escolas públicas, onde serão desenvolvidas campanhas de educação e conscientização ambiental.

“Hoje, em Santos, temos um cenário bem inovador. Por meio de chamamento público voltado a entidades da sociedade civil, temos a chance de prestar consultoria a condomínios, com foco em sustentabilidade, com diagnósticos e soluções para a gestão de resíduos, eficiência energética e economia de água. Fazemos visitas, avaliamos e elaboramos relatório de recomendações ao síndico, para implementar soluções de sustentabilidade. Todos ganham”.