Conteúdo

Garagem do bonde de Santos aberta à visitação e passeio gratuito na linha turística no domingo

25 de outubro de 2019
13h 56
Turistas visitam vagões na garagem do bonde #pracegover

Passeio diferente, para todas as idades, é conhecer a Garagem do Bonde Roberto Mehanna Khamis (Largo Marquês de Monte Alegre, Centro Histórico), aberta à visitação às 10h30 deste sábado. Os 30 ingressos disponíveis podem ser retirados gratuitamente a partir das 10h na bilheteria do bonde, que funciona no Museu Pelé (Largo Marquês de Monte Alegre, 1, Valongo, Centro Histórico).

O roteiro integra a programação da Jornada do Patrimônio, que agendou para domingo, às 10h20 passeio gratuito da Linha Turística do Bonde. Há 45 lugares disponíveis e os ingressos podem ser retirados às 10h, na bilheteria do bonde.

A Jornada do Patrimônio prossegue até o próximo dia 10, com exposição de projetos de alunos e pós-graduados em Arquitetura e Urbanismo e mesas-redondas, sempre às 19h, no Museu Pelé, enfocando temas voltados à valorização do patrimônio da Cidade. As atividades têm por objetivo difundir o patrimônio histórico e apresentar várias possibilidades de incorporação ao cotidiano das cidades.

GARAGEM

Instalada no antigo Armazém 12-A, tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Santos (Condepasa), a garagem abriga também elétricos em restauro, peças, maquinário e três carros históricos da antiga ferrovia São Paulo Railway – um deles chegou a transportar ex-presidentes da República. O roteiro elaborado pela Secretaria de Turismo é gratuito e conta com monitoria de guia.

Último armazém de ferro do porto, o 12-A funcionou na margem direita e foi transferido para o Valongo. Já os carros ferroviários foram doados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), responsável pela guarda, e chegaram a Santos no final do ano passado.

O carro Presidencial, de 1909, é o mais luxuoso. Com 16 poltronas estofadas e banheiro, era utilizado para viagens inaugurais e com autoridades – ele transportou ex-mandatários do país como Getúlio Vargas, Afonso Pena e Washington Luís.

Utilizado em viagens de inspeção por técnicos e engenheiros ferroviários, o carro Administrativo, de 1913, possui uma cauda panorâmica de vidro e capacidade para 23 pessoas. Já o carro Buffet Pullman (1922) foi usado pela São Paulo Railway até 1947, inclusive nas viagens regulares entre Santos e a capital. Com capacidade para 14 pessoas, tem cozinha com bar e banheiro.