Seu navegador não possui suporte para JavaScript o que impede a página de funcionar de forma correta.
Conteúdo
Notícias

Fundo Social qualifica mais de 800 pessoas

Publicado: 30 de agosto de 2018 - 17h53
PORTAIS

Há cinco anos com um trailer no Jardim Guassu, em São Vicente, a comerciante Luana Paula Augusto da Silva e Silva, 32 anos, e o marido Maykon Robert, 34, moradores do Rádio Clube, vendiam, até então, apenas lanches salgados. Após fazer o curso de padaria artesanal do Fundo Social de Solidariedade (FSS), o casal passou a oferecer opções doces aos seus clientes, como pão de mel e bolos confeitados. Resultado: ampliação das vendas em até 90%.

Nesta quinta-feira (30), em cerimônia no Teatro Municipal (Vila Mathias), eles não tiveram dúvidas de que participar das aulas valeu a pena. Luana e Maykon foram estavam no grupo de 816 alunos que receberam certificado de participação nas diversas capacitações gratuitas de qualificação profissional promovidas no 1° semestre pelo órgão, em parceria com o Centro Paula Souza, do governo estadual.

“Levamos todo o aprendizado para o nosso trailer. Eu faço o bolo e meu marido confeita. Estou trabalhando com encomenda também. Temos mais clientela e nossas vendas aumentaram 80%, 90%. Olhamos um para outro e falamos: valeu a pena. A gente vê que têm pessoas que acreditam em nós. Foi uma oportunidade imensa”, contou Luana.

Familiares e amigos dos participantes prestigiaram a formatura nos cursos de assentador de pisos e azulejos e pedreiro (Polo Construção Civil); corte e costura (Escola de Moda); maquiador (Escola de Beleza); marcenaria ecológica e marchetaria (Ecofábrica Criativa); jardinagem, rotisserie, padaria artesanal e confeitaria básica. Além de artesanato (artesanato em madeira, pintura em tecido e art apliqué) e panificação artesanal (Delícias Juninas, Delícias para a Mamãe e Delícias de Páscoa, fases I, II e III).

“É um dia de celebrar as conquistas. São as dificuldades, a coragem e a persistência que a gente celebra aqui. Desejo sucesso a vocês”, disse a presidente do Fundo Social do Estado, Lúcia França. Palavras de incentivo também foram proferidas pela coordenadora da Unidade de Formação Inicial e Educação Continuada do Centro Paula Souza, Clara Magalhães. “Santos e toda a Baixada são um solo fértil. Aqui, o povo quer aprender e se qualificar para estar pronto para todas as oportunidades. Vocês estão se preparando para o melhor momento da economia”.

A presidente do FSS, Maria Ignez Barbosa, disse que “oferecer caminhos de inclusão social é uma das metas do FSS e temos certeza que o programa contribui para o alcance disso, de transformar competências em fonte de renda. Oferecer caminho de trabalho e cidadania é o nosso caminho”.

Fotos: Susan Hortas 

PROFESSORA

Entre os professores, a confeiteira Priscila de Freitas Mulero Macedo, 40, que já foi aluna dos cursos do FSS. “Me fortaleci nesse segmento. De aluna a professora foi um degrau que subi com esforço. Toda a minha renda é fruto desse trabalho”, disse ela, que tem seu próprio negócio, a ‘Docedocicado’. A cerimônia teve ainda apresentação do coral do fundo e da equipe de dança dos Jori 2018. São parceiros dos cursos a loja Cacau Center, a Apas (Associação Paulista de Supermercados), a Farinha Nita e o Club Design.

Galeria de Imagens