Conteúdo

Fim de semana terá dois roteiros da Linha Conheça Santos 

28 de fevereiro de 2020
15h 02

Passeio diferente é que não falta neste fim de semana, com dois roteiros da Linha Conheça Santos: city tour e Zona Noroeste. Os micro-ônibus partem da Praça Luiz La Scalla (Aquário), em frente à Rua Roberto Sandall, para passeios com cerca de 1h30 de duração e passagem a R$ 15,00. 

Ambos os roteiros contam com monitoria de guia da Secretaria de Turismo durante todo o trajeto. Em caso de chuva, o roteiro da Zona Noroeste não é realizado.

O city tour parte sábado e domingo, às 10h e às 14h, e neste fim de semana tem parada para visitar a Memorial Necrópole Ecumênica Vertical, registrada pelo Guinness World Records como o mais alto cemitério vertical do mundo - além de suas dimensões, o local possui vasta vegetação nativa, lagos com carpas e tartarugas, viveiros com pássaros e aves, e até um museu, com verdadeiras relíquias de carros e motos. No roteiro do city tour, estão ainda 40 locais de interesse turístico-cultural, como Aquário; Orquidário; museus Pelé, do Café, de Pesca, do Mar e Marítimo, e os palácios Saturnino de Brito, onde funciona a central da Sabesp, e José Bonifácio, sede da Prefeitura. 

ZONA NOROESTE 

Já a Linha Conheça Santos-Zona Noroeste circula domingo, às 10h, com destino ao Jardim Botânico Chico Mendes e às ruínas do Engenho de São Jorge dos Erasmos, do século 16, o primeiro engenho de cana-de-açúcar do país. Espaço verde com 90 mil m², o jardim botânico conta com acervo vivo de mais de 300 espécies vegetais catalogadas, divididas em 20 coleções botânicas como espécies da Amazônia, da Mata Atlântica, árvores de madeira de lei, palmeto com 65 espécies de palmeiras e espécies em extinção. Neste fim de semana, o espaço recebe a Feira de Orgânicos, com itens variados de pequenos produtores da região. 


Já o engenho é considerado o único no Brasil - e talvez no mundo - em estilo açoriano e o único cujas ruínas se encontram preservadas no país. Localizado na atual divisa das cidades de Santos e São Vicente, o engenho, movido a água, tinha construção típica da época: pedra, óleo de baleia e cal, com várias edificações aglomeradas em um único sentido. Acredita-se que possuía moenda, caldeiras, depósitos, estábulos e senzala. A Ilha de São Vicente, onde se encontram as duas cidades, foi o berço da industrialização da cana-de-açúcar, responsável pela exportação das primeiras caixas do produto americano para a Europa. Na primeira metade do século XVI, Santos contava, ainda, com os engenhos Madre de Deus e São João.
 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.