Conteúdo

Festival homenageará imigrantes com ampla programação no Centro de Santos

16 de setembro de 2019
15h 07

Pode ir marcando na agenda: de 4 a 6 de outubro, será realizado em Santos o 1º Festival do Imigrante, envolvendo 10 nacionalidades e com programação diversificada para todas as faixas etárias, no Centro Histórico. O evento realizado pela Prefeitura marcará também a inauguração do bonde japonês, doado pelo governo de Nagasaki em 2014 e recuperado pela CET - ele será o 7º elétrico da frota do Museu Vivo Internacional do Bonde.

Durante dois dias, o público terá à disposição música, danças típicas, balé, visitas monitoradas à oficina dos bondes e aos carros ferroviários históricos, mostra de filmes estrangeiros, artesanato criativo, atrações infantis e oficinas variadas, entre elas de origami, shodô, mangá e flamenco, com inscrições a partir desta sexta (20), no Portal de Turismo de Santos.

Para completar, gastronomia típica e os shows Rita Lee, com Nyna Lee (cover oficial) & Rock’nboles; Tributo a Cazuza, a cargo de Fábio Exagerado & Banda Ideologia, e Tributo ao Queen, com a banda Kings of the Queen. As apresentações serão no palco a ser montado na Rua São Bento.

“Santos é uma cidade multicultural, que se formou do conjunto de imigrantes e incorporou grande variedade de referências”, comentou o secretário de Turismo Odair Gonzalez, pasta responsável pelo evento. Ele lembra que a grande maioria dos moradores da Cidade tem imigrantes entre seus parentes. “Por certo, eles guardam na lembrança histórias contadas por seus avós imigrantes, por exemplo, que contribuíram com costumes, habilidades e gastronomia para moldar nossa sociedade”.

O secretário aposta que o evento, por reverenciar os povos que mais marcaram a cultura e o desenvolvimento de Santos, tem tudo para ser inserido no calendário oficial da Cidade e conquistar o público, a exemplo do Festival Santos Café, que este ano, em sua 5ª edição, reuniu por volta de 80 mil pessoas em cinco dias de programação.

FESTIVAL

 O 1º Festival do Imigrante de Santos será aberto às 18h do dia 4 de outubro, com a chegada, à Estação do Valongo, do Bonde das Nações, que desde as 17h circulará com representantes portando bandeiras e roupas típicas da Alemanha, Espanha, França, Grécia, Itália, Japão, Portugal e Reino Unido, além dos países árabes e do continente africano. Na sequência, haverá a abertura da Praça Gastronômica e, às 20h, show Rita Lee, com a cover oficial Nyna Lee & Rock’nboles.

A programação continua no dia 5, às 11h, com a entrega do bonde japonês, seguida de apresentações da Dança do Dragão, Kenko Taissô (ginástica da saúde), Gujo Odori (dança folclórica), Nagasaki Fujinbu (dança feminina) e Grupo Taiko Kyowa Daiko (tambores japoneses).

Ainda no dia 5, estarão em destaque os povos africanos e os países árabes, Itália e França, além do teatro de bonecos ‘Vovô, um imigrante’ e os personagens itinerantes Pinocchio e Grilo Falante.

Já no domingo (6), o festival começa com Bonde Brincar e contação de história sobre ‘Santos, um porto de contos’, com Camila Genaro; visita monitorada à Garagem do Bonde Roberto Mehanna Khamis e programação alusiva a Alemanha, Grécia, Espanha, Reino Unido e Portugal. Também nesse dia, os personagens Peter Pan e a Fada Sininho vão interagir com as crianças, que também se divertirão com a peça ‘A Branca de Neve’, a cargo do grupo Hora de Brincar.

MUSEU PELÉ

Além de exposição de Artesanato Criativo, o Museu Pelé terá mostra de filmes estrangeiros, dias 5 e 6, com sessões às 11h, 13h30 e 16h no auditório.

Já no foyer do 1º andar, serão realizadas as oficinas – dia 5, de origami (dobraduras de papel) e shodô (caligrafia japonesa), e, dia 6, de mangá, origami, shodô, danças circulares e de flamenco. As vagas são limitadas e as inscrições devem ser feitas a partir do próximo dia 20 no Portal de Turismo de Santos.

Também nos dias 5 e 6, em tendas em frente ao museu, funcionarão o Espaço Kids, das 12h às 18h; maquiagem artística infantil e o Leia Santos, das 14h às 18h.