Seu navegador não possui suporte para JavaScript o que impede a página de funcionar de forma correta.
Mensagem do Periodo Eleitoral

Atenção

Em cumprimento ao Artigo 73 da Lei Eleitoral nº 9.504/97, as redes sociais e o portal da Prefeitura, a partir de 6 de julho até o final do processo eleitoral de 2024, publicarão apenas conteúdo de utilidade pública.

Conteúdo
Notícias

Festival de natação inclusivo na Zona Noroeste, em Santos, reúne mais de 200 participantes

Publicado: 16 de junho de 2024 - 7h03

Com muitos sorrisos e clima de confraternização, o 1º Festival de Natação Inclusão ao Inverso foi realizado sábado (15) no Centro Esportivo e Recreativo da Zona Noroeste (antigo Dale Coutinho). O evento reuniu mais de 200 participantes, entre crianças, jovens e adultos, que mostraram não haver obstáculos para quem ama o esporte.

O aposentado Francisco Mesquita, 63 anos, que faz parte da seleção paralímpica santista de natação, conta que a paralisia infantil diagnosticada aos 2 meses de vida nunca o impediu de praticar esportes. “Comecei a nadar com seis anos, me especializei em águas abertas e há anos represento a cidade de Santos participando de provas pelo Brasil inteiro. Não existem limites quando se tem força de vontade”.

Para o servidor público João Paulo Azevedo Freitas, 42, que também integra a seleção paraolímpica, os festivais são fundamentais para incentivar a pratica esportiva. “Esses eventos nos ajudam a fomentar o surgimento de novos talentos, além de reunir pessoas com e sem deficiência, mostrando a ferramenta poderosa de inclusão, saúde e educação que o esporte é”, disse Freitas, acompanhado da esposa Renata e do filho João Paulo Jr, de quatro anos.

Morador da Zona Noroeste, Jefferson Sauro Incerpi, 59, elogiou a iniciativa da Prefeitura. “Moro aqui do lado, sou frequentador do centro esportivo junto com a minha esposa e duas filhas. Hoje viemos aqui prestigiar esse festival, pois é muito importante incentivar as crianças a praticarem esportes desde cedo”.

Elaine Camargo Pires, 55, tem deficiência auditiva e participou do evento com o seu marido Marcelo de Jesus Alves, 49, e dois filhos. “Vim porque eu adoro nadar, faz muito bem para a saúde. Fiquei muito feliz com essa iniciativa, pois é muito bom ver essa inclusão de pessoas com e sem deficiência”.

Já para Marcelo, que participa de provas de natação desde os 13 anos, é sempre uma alegria competir. “Espero que a Prefeitura continue sempre assim, incentivando o esporte para todos”.

OBJETIVOS

De acordo com o professor da Seção de Esportes Adaptados da Secretaria Municipal de Esportes (Semes), Renato Monteiro, o 1º Festival de Inclusão ao Inverso superou as expectativas. “O Centro Esportivo estava cheio e, com muita alegria, atingimos o objetivo de promover o esporte inclusivo aqui na Zona Noroeste, além de estimular a prática da natação para pessoas com ou sem deficiência”.

O secretário municipal de Esportes, Gelásio Fernandes, ressalta que o esporte vai além da pratica de exercício físico. “Esporte é inclusão, socialização, bem-estar, diversão e, acima de tudo, é a alegria que vimos estampada nos rostos dos participantes. Foi maravilhoso trazer esporte e inclusão aqui para a Zona Noroeste”.

 

Esta iniciativa contempla o item 3 dos Objetivos deDesenvolvimento Sustentável da ONU: Saúde de Qualidade. Conheça os outros artigos dos ODS.

Galeria de Imagens

As famílias se divertiram e confraternizaram durante o festival.
Piscina do centro esportivo ficou lotada.