Conteúdo

Festival de Esporte Adaptado proporciona experiências e resgata história em Santos

22 de setembro de 2019
16h 54

Mesmo sem sol, o domingo (22) foi agitado no Centro Esportivo e Recreativo Rebouças, onde foi realizado o 4º Festival Equipe Fast Weels de Esporte Adaptado. O evento celebrou o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência e o Dia Nacional do Atleta Paralímpico (respectivamente, dias 21 e 22 de setembro).

Aberto a todas as pessoas, com ou sem deficiência, o objetivo foi oferecer vivências do mundo do esporte paralímpico e adaptado. As atividades foram desenvolvidas nas três quadras externas. Quem compareceu pôde conhecer um pouco da história do esporte adaptado em Santos, com a Exposição Itinerante do Esporte Santista, montada pelo Centro de Memória Esportiva - Museu De Vaney.

Foi possível praticar bocha, atividades de baixa mobilidade, taekwondo, capoeira, caratê, circuito psicomotor, tênis de mesa, basquete em cadeira de rodas, hóquei, futebol de cadeira de rodas, ciclismo, skate e roller ski.

Campeã parapan-americana em Lima no lançamento e disco, com direito a quebra do recorde mundial, Beth Gomes marcou presença. “Essa integração mostra que o projeto da Fast Weels com a Semes, além atender as pessoas, põe em prática a inclusão. O esporte é fundamental para as pessoas com deficiência, principalmente para nossa qualidade de vida”.

 

Vivências

Cadeirante, Igor Andrade, 12 anos, era um dos mais animados. “Gosto muito do que tem aqui. Faço as aulas e tenho muitos amigos. Hoje, além de vir participar, trouxe minhas amigas da escola para se divertirem comigo”.

Uma delas foi Clara dos Santos, 11 anos. “Gostei muito. Não tenho deficiência e andei na cadeira rodas. Tive muita dificuldade para me locomover e não conseguia correr. Já o Igor manda muito bem. Pude ver como é difícil”.

 

Realização

O Festival foi uma realização da Fast Weels e da Prefeitura, por meio da Seção de Esportes Adaptados da Secretaria de Esportes (Semes). Apoio: Decathlon e MRI Persianas.

 

Galeria de Imagens

Tênis de mesa é disputado por duplas, cada uma formada por um cadeirante e outra pessoa que joga em pé
Evento ofereceu vivências do mundo do esporte paralímpico e adaptado
Com capacete e luvas, menino em cadeira de rodas golpeia saco de boxe suspenso
Evento ofereceu vivências do mundo do esporte paralímpico e adaptado

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.