Conteúdo

Festa junina em Santos reúne comunidade para dançar quadrilha

29 de junho de 2019
19h 47

Como acontece em festejos de cidades do interior brasileiro, um trecho da Rua Alfaya Rodrigues, no Embaré, foi fechado para a realização de uma das principais tradições da cultura popular brasileira neste período do ano: a quadrilha caipira. Foi a festa junina do Espaço do Idoso, que transcendeu o equipamento para a via pública, reunindo neste sábado (29), Dia de São Pedro, cerca de 500 pessoas, entre alunos de dança, idosos do Centro de Convivência Vida Nova e comunidade do bairro.

Não faltou comida típica junina, nem camisa xadrez, vestido colorido e chapéus de palha e de cowboy. “Hoje meu nome é José”, disse a animada aluna Elvira Maria de Araújo, 62 anos, moradora do Marapé, que fez bigode e colocou chapéu de palha para dançar com sua colega. “Saímos daqui cheias de alegria”, acrescentou ela, aluna de zumba e alongamento no equipamento municipal.

Frequentadora do Espaço do Idoso há três anos, a portuguesa Aldomira Freire, 70 anos, moradora da Aparecida, escolheu um vestido azul xadrez para dançar. “Isso aqui é um verdadeiro calmante. Entrei aqui com depressão e hoje sou outra. Esse lugar é medicamento que me faz muito bem”.

A quermesse foi colaborativa, explicou a coordenadora de Políticas da Pessoa Idosa, Ana Bianca Flores Ciarlini, que também entrou na dança. “Aproveitamos a festa temática para que os participantes das aulas segmentadas tenham um trabalho biopsicossocial. Todos se envolvem e vendem os produtos típicos para arrecadarmos fundos para os eventos do espaço, que completa três anos em julho. É uma festa que mobiliza em prol de todos os alunos".

Galeria de Imagens

Homem e mulher diante de mesa com caixa para pagamento sob responsabilidade de duas idosas com trajes de festa junina
Duas mulheres com trajes de festa junina posam para foto tirada por outra mulher fantasiada