Conteúdo
Notícias

Festa do bom jesus da ilha diana traz diversão ao público

Publicado: 2 de agosto de 2004
0h 00

A Ilha Diana estará em festa a partir de sexta-feira (6), em comemoração ao Bom Jesus da Ilha Diana, conhecido como padroeiro Santo Antonio do Iguape. Serão preparadas várias atrações para aqueles que gostam de provar uma boa culinária caiçara e ainda se divertir num ambiente descontraído, com bela paisagem. Para definir alguns dos últimos detalhes, representantes da Sociedade de Melhoramentos da Ilha Diana, Conselho Municipal das Entidades dos Bairros (Comeb), Secretaria de Turismo (Setur) e Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Seosp) reuniram-se nessa segunda-feira (2) na sede da Setur. O evento este ano acontece em três dias, de sexta a domingo (8), com diversas atividades para crianças e adultos. A comemoração no primeiro dia começa às 14 horas, com uma missa pelo Dia do Bom Jesus. Na seqüência acontece a procissão terrestre, um dos destaques da programação, para depois a garotada curtir o seu momento: a Festa das Crianças, marcada para iniciar às 17 horas. O dia termina com o imperdível Festival de Comidas Típicas, que será realizado também no sábado (7) e domingo, garantindo ao público uma boa tainha, caranguejo e outras delícias típicas da região. No sábado, os homens começam o dia cedo, às 8 horas, com o Torneio de Futebol disputado entre os times dos bairros próximos a Ilha Diana e à tarde, a partir das 14 horas, o público poderá assistir à Procissão Marítima com benção das Embarcações. O tradicional Baile da Saudade, das 18 às 22 horas, encerra o segundo dia de comemoração com bastante animação. No último dia de festividades, o Festival de Comidas Típicas começa a partir das 12 horas e segue até 22 horas com muita comida boa. TURISMO Localizada na Área Continental, a Ilha Diana é uma das colônias de caiçaras da região, com 43 famílias e acesso somente por via marítima. Quem for conferir a festa deverá tomar a barca, gratuitamente, atrás da Alfândega, no píer da Codesp (píer da travessia para Vicente de Carvalho). A travessia feita em 20 minutos permite ao público observar a Cidade de outro ângulo, como detalhes e o tamanho do porto, a importância dos prédios históricos e a vegetação do entorno. As barcas sairão periodicamente durante os três dias. HISTÓRICO A Ilha Diana tem em Santo Antonio de Iguape seu padroeiro, devido aos primeiros moradores, que vieram da desocupação da base aérea de Guarujá, serem naturais da cidade de Iguape. A imagem do Bom Jesus do Iguape foi feita em Portugal por encomenda de um senhor de engenho pernambucano, que teve sua embarcação atacada e afundada por piratas, sendo a imagem encontrada na Praia de Una por índios guaranis que tentaram transportá-la para Itanhaém. A versão popular cita que nesse momento ela adquiriu um peso fora do normal. Foi quando eles a colocaram virada para o município de Iguape e seu peso diminuiu. Os pescadores ficaram sabendo e conduziram a imagem em uma rede até a Barra do Ribeira, depois para a Igreja Matriz de Nossa Senhora das Neves, posteriormente levada para Iguape.