Conteúdo

Estado anuncia recursos para o Complexo dos Estivadores

19 de março de 2019
16h 09

A continuidade do funcionamento do Complexo Hospitalar dos Estivadores (Encruzilhada) e a ampliação dos seus leitos estão garantidos com o anúncio nesta semana de novo convênio do Governo do Estado para o custeio da unidade. Para o exercício de 2019, serão repassados a Santos R$ 54 milhões, o que representa o valor mensal de R$ 4,5 milhões (retroativo a janeiro). Com a medida, a Prefeitura pretende ampliar a quantidade de leitos dos atuais 131 em operação para mais de 150, números que serão definidos nos próximos dias entre os gestores municipais e estaduais.

A prioridade para a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é a abertura de leitos nas áreas de UTI adulto e de clínica médica. A expectativa é que o convênio seja formalizado até a próxima semana e que o primeiro envio de recursos possa ocorrer ainda em março. O repasse estadual foi cancelado no início de fevereiro após revisão dos convênios estaduais formalizados no final do ano passado válidos para 2019.

O novo convênio representará no repasse de R$ 1 milhão a mais por mês pelo Governo do Estado, em comparação ao exercício de 2018, que era de R$ 3,5 milhões/mês. No ano passado, com 131 leitos em operação, a manutenção do hospital custava R$ 5,6 milhões, contando também com R$ 1,1 milhão do governo federal e R$ 1 milhão do Município. A partir da ampliação dos leitos, o custeio mensal deverá atingir R$ 6,6 milhões.

A manutenção dos repasses estaduais para o Complexo dos Estivadores foi discutida no último dia 14 entre o prefeito Paulo Alexandre Barbosa e o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, em reunião na Capital, e também no dia 5 de fevereiro pelo chefe do Executivo santista, o secretário municipal de Saúde Fábio Ferraz, e o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

 

AMPLIAÇÃO

 

“O hospital é extremamente importante; não haveria como abrir mão dos serviços que ele presta na Baixada Santista”, disse o secretário Germann Ferreira, em entrevista publicada nesta terça (19) em jornal da Cidade. “Houve também um compromisso do vice-governador de, no segundo semestre, realizarmos novas tratativas para a ampliação de mais leitos e serviços no hospital”, explica o secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz.

O Complexo dos Estivadores foi projetado para abrigar até 223 leitos SUS, sendo que 40% das vagas são destinadas a pacientes de outras cidades da região via encaminhamento da central estadual (Cross). Atualmente conta com 131 leitos, sendo 67 de clínica médica, 36 de maternidade, dez de UTI neonatal, dez de UTI adulto e oito cirúrgicos, além de contar com cinco salas de parto, pré-parto e pós-parto, dois centros cirúrgicos e duas salas cirúrgicas obstétricas. O hospital está sob a gestão compartilhada da Secretaria Municipal de Saúde e o Instituto Social Hospital Alemão Oswaldo Cruz.

Foto: Francisco Arrais/arquivo

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.