Conteúdo

Escola santista que leva nome do ídolo Ayrton Senna da Silva completa 25 anos

25 de outubro de 2019
15h 34

Nesta sexta-feira (25), a escola municipal Ayrton Senna da Silva (Campo Grande) completou 25 anos de existência. A equipe da unidade, que atende 559 alunos do 6º ao 9º ano, preparou grande comemoração durante a manhã, com participação da banda marcial, exposição de relíquias do patrono e apresentação de poesias produzidas pelos estudantes.

Houve votação do logotipo da unidade. Dentre 25 obras feitas pelos alunos do 9º ano, a arte da estudante Giovana Alves, 14, foi a mais votada. “Pensei na imagem do capacete com penas que simbolizam a imaginação, a mente voando. Ao redor coloquei elementos da educação, representando que a nossa mente flui na escola”, destacou.

Também foi apresentado o novo blog da unidade, elaborado pelos alunos do 9º ano Vinícius Mateus, Lucas Moraes, Rodrigo Van Der Sathe, Luan Nascimento e Arthur Del Duque, com a orientação da professora Janaína, no projeto Conecta Jovem. “Acredito que o blog é uma coisa boa para todos. Colocamos informações sobre eventos, links importantes, vídeos, entre outros”, disse Vinícius.

A secretária de Educação, Cristina Barletta, prestigiou a comemoração. “Eu acredito na escola pública e estou orgulhosa de ver tudo o que é desenvolvido pelos alunos, funcionários, professores e equipe gestora”. A vereadora Audrey Kleys também compareceu.

Para a diretora da unidade, Liliane Poncidoro, é uma grande emoção comemorar mais um ano. “Estou na direção há quatro anos, mas em 2000 estive neste mesmo local como professora de matemática. Tenho muito carinho pelo que eu faço”.

EX-ALUNOS

Três ex-alunos foram convidados para falar com os estudantes. Guilherme Prado Almeida de Souza, 29, frequentou as salas do prédio de 2000 a 2004, fez o ensino médio na rede estadual, formou-se em Relações Internacionais, na Unisantos, e hoje cursa mestrado em Ciências Humanas e Sociais, na Universidade Federal do ABC. “Trouxe a mensagem de que é possível seguir os sonhos, criando oportunidades, mesmo diante das dificuldades encontradas. É preciso também aproveitar os momentos na escola, com os professores”.

Gabrielly Almeida Santos do Amparo, 23, estudou na ‘Ayrton Senna’ de 2007 a 2010. “O ensino médio, eu fiz na Unilus, estudei muito e consegui bolsa do Prouni de 100% para cursar Relações Internacionais, na Unisantos”, contou. Atualmente, ela também cursa o mestrado em Ciências Humanas e Sociais, na Universidade Federal do ABC. “Fiquei muito emocionada de abraçar meus professores e agradecer por tudo o que aprendi”.

Já Ana Carolina Lunardi, 22, fez o ensino médio na Etec, em Santos, e hoje cursa engenharia ambiental, na Unisantos. “Lembro muito dos professores e principalmente do Baltazar de matemática. Ele vinha todos os sábados para dar reforço para o vestibulinho”.

Há 11 anos lecionando na escola, o professor Antônio Carlos dos Santos Baltazar revelou que ver os alunos crescendo em suas profissões é uma grande recompensa. “Eu dei aula para a Ana Carolina e Gabrielly aqui e também na faculdade. Já o Guilherme apenas no curso universitário. Fico feliz de saber que fiz a diferença para eles”.

Galeria de Imagens

Ex alunos posam para a foto #pracegover
Relíquias de Ayrton Senna #pracegover
cartaz com capacete e desenhos de livros #pracegover