Conteúdo
Notícias

Em momento raro, tubarões-bambu acasalam no Aquário de Santos

Publicado: 30 de junho de 2021
10h 38

ESPÉCIE É CONSIDERADA AMEAÇADA

O Aquário de Santos comemora 76 anos nesta sexta-feira (2) e já recebeu um presente muito especial. Em um momento raro, o casal de tubarões-bambu, que habita o parque desde agosto do ano passado, se acasalou na manhã desta terça-feira (29), mostrando total bem-estar com o ambiente. Agora, a expectativa é para a chegada dos filhotes, que podem ser os novos moradores do parque.

O tubarão-bambu não é uma espécie nativa do Brasil. Eles vieram da Indonésia. Cada exemplar do casal tem aproximadamente 1,30 metro e, quando chegaram, já adultos, foram colocados em um tanque de 80 mil litros. Neste mês, o macho começou a apresentar comportamento reprodutivo.

"Ele começa a nadar próximo da fêmea e tenta morder a nadadeira dela. Até o momento que ele consegue imobilizar com a mordida. Ele vai segurando ela, que passa a nadar mais devagar, até o momento que ela cansa e ele coloca o órgão reprodutor, passando toda carga genética reprodutiva para a fêmea", explica o biólogo marinho Alex Ribeiro, coordenador do Aquário de Santos.

Os tubarões-bambu são uma espécie ovípara. A partir de agora, a equipe de profissionais do Aquário passa a fazer o acompanhamento até a postura dos ovos, que podem ser de 10 a 20, variando de animal para animal.

"Depois da postura eles ainda ficam mais sete meses dentro do ovo, se alimentando do vitelo, para depois sair e começar a alimentação sozinhos, via alimentação que o Aquário vai oferecer", diz o profissional.

EXÓTICOS

Por ser uma espécie exótica, os animais não podem ser soltos na costa brasileira. Eles continuarão no Aquário como parte do trabalho de educação ambiental. Para a comunidade científica, eles são considerados quase ameaçados de extinção. Isso porque são muito explorados pela atividade pesqueira no Sudeste Asiático.
O Aquário de Santos já presenciou o nascimento de tubarões-gatos, além de outras experiências bem-sucedidas como o nascimento do primeiro pinguim em cativeiro no Brasil, a Fraldinha, e seus filhotes.

"É um momento feliz para todos aqui no Aquário porque demonstra o bem-estar deles, que é resultado de um trabalho cuidadoso da nossa equipe em relação à alimentação, limpeza do tanque, ao teste constante de qualidade da água, ao sistema de filtragem. É um conjunto de fatores que culmina nesse ato de reprodução", completou. 

Galeria de Imagens

tubarões estão junto no momento do acasalamento. #paratodosverem
tubarões se tocam. Um dele encosta a cabeça no corpo do outro. #paratodosverem