Conteúdo

Educadores participam de formação com professoras da Finlândia

31 de agosto de 2018
17h 11

O sistema educacional focado na formação dos professores; aprendizado centrado no aluno e valorização do docente. São algumas das características da rede de ensino da Finlândia, que nesta sexta-feira (31), no Centro Universitário São Judas/campus Unimonte integraram a formação 'Educação Transforma', ministrada a 40 educadores santistas pelas professoras finlandesas Milla Katariina Kinnunem e Terhi Katriina Skanniakos, da Universidade da Finlândia.

Milla enfatizou a importância da formação do professor na Finlândia para o nível de excelência alcançado. Já Terhi declarou que os profissionais são respeitados, trabalham para o fortalecimento do pensamento do aluno.

O diretor de operação da América Latina da Universidade da Finlândia, Jarkko Juhani Wickstrom, falou sobre a história do processo educacional do país e como foi reconhecido como o melhor do mundo, suas características e motivações. “Na Finlândia, a carreira do professor é extremamente respeitada e temos a cultura da cooperação em que a educação não é baseada em alguém ser bom, mas em fazer juntos para construir”.

“O que é possível trazer para os profissionais daqui é o nosso modelo de formação, o treinamento, e também o papel do professor como pesquisador, capaz de diagnosticar as dificuldades do seu aluno e de poder criar propostas para melhorar o ensino”, acrescentou.

COMPARTILHAR

Iniciativa do Grupo Ânima, o evento objetivou compartilhar boas práticas, que levaram o país a ser modelo mundial, com profissionais de nove unidades municipais de ensino de Santos que fazem parte do projeto 'Escolas que Inovam', uma parceria com a VLI/Tellus. As unidades - Ayrton Senna da Silva, Cidade de Santos, Florestan Fernandes José Carlos de Azevedo Jr., Padre Leonardo Nunes, Lourdes Ortiz, Pedro II, Pedro Crescenti e Vinte e Oito de Fevereiro - foram contempladas com 18 espaços (bibliotecas repaginadas com equipamentos digitais e núcleos tecnológicos, denominados estudiotecas), beneficiando mais de oito mil alunos com tablets, notebooks, data show, entre outros.

O prefeito Paulo Alexandre Barbosa agradeceu a oportunidade das parcerias e da qualificação internacional. Ressaltou o Prêmio Educador Santista, que nesta edição premia com viagens à Europa e América do Norte, bem como a conquista do selo de Cidade Criativa (ONU e Unesco), além do selo de Cidade Educadora. “Vamos sediar o maior encontro de economia criativa em 2020. Fomos escolhidos pelos próprios 180 municípios que compõem uma rede, depois de apresentação que fiz na Polônia, e as ações feitas na educação em Santos ajudaram a ter votos nas cidades”.

 Já o presidente do Instituto Ânima, Marcelo Bueno, afirmou que o país vive momento de transformação, não suportando mais corrupção e níveis educacionais baixos. “A Finlândia teve coragem, há 30 anos, de encarar níveis educacionais semelhantes aos nossos. Fizeram uma educação de qualidade, igual para todos. Lá o professor é herói nacional. Além disso, no país é primordial fazer o que se gosta, conforme a vocação, sendo importante ser bom cidadão, ético e feliz”.

Foto: Raimundo Rosa

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.