Conteúdo
Notícias

Dia do Samba é comemorado com alvorada em Santos

Publicado: 2 de dezembro de 2021
15h 38

Os primeiros raios de sol desta quinta-feira (2) foram recebidos com muita música, durante a 58ª edição da Alvorada do Samba, celebrando o dia nacional do ritmo que é uma verdadeira paixão nacional e um dos mais belos símbolos da cultura popular brasileira.

O pátio da CET-Santos - lugar onde um dia foi o Quilombo do Pai Felipe, o Rei Batuqueiro -, recebeu sambistas de todas as partes da Cidade para participar da festa e render homenagens. A alvorada mantém viva uma tradição que vem desde 1963, contando com queima de fogos, toque de clarim e a execução das 21 batidas no surdo, atos que abriram as atividades da manhã.

Marcaram presença a Corte Carnavalesca de 2020, os casais de mestre-sala e porta-bandeira das escolas de samba da Cidade e diversas personalidades do mundo do samba. O ritmo da festa foi comandado pela bateria da escola de samba Unidos da Zona Noroeste.

TRIBUTOS

Sob o comando do Marechal do Samba, J. Muniz, foram prestadas homenagens a pessoas que colaboraram pelo desenvolvimento do ritmo na Cidade. Receberam a Medalha de Honra ao Mérito do Estado Maior do Samba Vander do Surdo e sambista Giba. Foi entregue, ainda, o Título Honorífico de Sambista Emérito a Joãozinho Carnavalesco.

No encerramento das festividades, as autoridades e os casais de mestres-sala e porta-bandeiras presentes acompanharam a colocação de um arranjo floral junto ao monumento em homenagem a Pai Felipe.

A Alvorada do Samba foi uma realização da Secretaria de Cultura (Secult), em parceria com Liga Independente Cultural das Escolas de Samba de Santos (Licess) e Conselho do Samba de Santos.

Fotos: Francisco Arrais 

Galeria de Imagens

homem lê discurso ao microfone #paratodosverem
pessoas em círculo na cerimônia #paratodosverem