Conteúdo
Notícias

Dia do Idoso: ações e programas garantem qualidade de vida da terceira idade em Santos

Publicado: 30 de setembro de 2021 - 18h09

O Dia Mundial do Idoso, comemorado nesta sexta-feira (1º/10), foi criado para promover a reflexão e a discussão dos direitos e dificuldades de pessoas na terceira idade. Nesta data, Santos celebra os mais de 97 mil munícipes com mais de 60 anos, aproximadamente 22,6% da população da Cidade.

Segundo o Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade 2020, realizado pelo Instituto de Longevidade Mongeral Aegon em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), Santos é o segundo melhor município brasileiro para se viver após os 60 anos. O título se dá pelo acesso à saúde, à educação, à cultura e mais uma série de serviços e atividades que foram desenvolvidos para garantir a melhor experiência daqueles que alcançaram a longevidade (confira abaixo).

“Santos possui uma política de atenção integral à pessoa idosa, com várias ações e serviços coordenados pela Secretaria de Governo, por meio da Coordenadoria Municipal do Idoso. O conceito do envelhecimento ativo busca fortalecer as oportunidades e a participação, levando uma melhor qualidade de vida a todas as pessoas à medida em que elas envelhecem. Hoje entendemos que o mais importante não é só ter mais anos de vida, mas dar mais vida aos anos. Nós temos que enxergar a pessoa idosa como um protagonista da sua família e da sociedade", explica a coordenadora de Políticas para o Idoso, Ana Bianca Flores Ciarlini.

AÇÕES E PROGRAMAS PARA A TERCEIRA IDADE EM SANTOS

*Reduzidos em razão da pandemia de covid-19

 

CULTURA

O programa Fábrica Cultural, da Secretaria Municipal de Cultura, oferece aulas de Balé Adulto 50+ e de Dança Flamenca exclusivas para terceira idade. Atualmente, são realizadas via internet e contam com a participação de 97 idosos. Também há expressiva presença do público acima dos 60 anos nos demais cursos oferecidos pelo Programa, que atende quase 5 mil pessoas, nas áreas de dança, música, artes plásticas, artes visuais e teatro.

VILA CRIATIVA SÊNIOR 50+

A Vila Criativa Sênior 50+, situada à Rua Comendador Alfaia Rodrigues, 260, no Embaré, funciona de segunda a sexta com diversas atividades para o público da terceira idade. São elas: alongamento, segunda a quinta-feira das 8h às 9h; terça e quinta das 9h às 10h; segunda e quarta das 11h às 12h e das 16h às 17h. Ritmos, segunda e quarta, das 9h às 11h. Dança de salão, terça e quinta, das 10h às 12h. Zumba, segunda e quarta, das 15 às 16h. Às sextas, aulas livres das 8h às 12h.

FUNDO SOCIAL DE SOLIDARIEDADE

O Fundo Social de Solidariedade promove atividades que possibilitam a participação e o convívio social dos idosos, como a participação de voluntárias em eventos, feiras, arrecadações, entre outros. Atualmente, em razão da pandemia, oferece apenas o curso de corte e costura, mas em outras ocasiões também são ministradas aulas de padaria artesanal, pintura de tecido e madeira, arte apliquê e enfeites em feltro.

ESPORTE

Das 51 modalidades oferecidas nos diversos equipamentos da Secretaria Municipal de Esportes, 24 contemplam a terceira idade, sendo 50% dos alunos matriculados nessas categorias pessoas acima dos 50 anos. Cinco modalidades oferecem turmas exclusivas para terceira idade, são elas: hidroginástica, surfe, ginástica, bodyboard e vôlei. As demais que abrangem o grupo são: esgrima, canoagem, musculação, alongamento, natação, tai chi chuan, academia ao ar livre, beach tennis, bike indoor, caminhada monitorada, ginástica localizada, ioga, pilates solo, polo aquático, recreação aquática, stand up paddle, tênis de mesa e treinamento funcional.

SAÚDE

  • Atendimento domiciliar – Serviço que conta com equipe multidisciplinar, destinado a atender pacientes acamados com diferentes níveis de complexidade.
  • Movimente-se – Atividade com música e dança que acontece nas policlínicas, promovendo saúde com a utilização do movimento para reabilitação funcional de pacientes a partir de 60 anos. Estimula a mobilidade, a coordenação motora, a segurança no domínio do corpo, os movimentos respiratórios e a circulação sanguínea, além de melhorar a capacidade intelectual, autoestima e socialização.
  • Atividade física nas policlínicas – Atividades físicas com grupos de pessoas cadastradas no programa Hiperdia – Hipertensão e Diabetes, que na maioria são idosos. Os exercícios acontecem na própria unidade de saúde ou em espaços próximos da comunidade.
  • Terapia comunitária – São rodas de conversa entre pessoas da comunidade e facilitadores (profissionais de saúde) realizadas nas unidades de saúde com o objetivo de partilhar sentimentos que causam sofrimentos.
  • Televida – Programa especial para o cuidado da saúde de pessoas com mais de 60 anos que moram sozinhas ou passam a maior parte do tempo sem ninguém. Trata-se de um serviço de teleassistência residencial gratuito que funciona 24 horas para atendimento de quedas acidentais, hipertensão, mal-estar generalizado, entre outras ocorrências. Todos os detalhes a respeito do funcionamento do Televida podem ser conferidos clicando aqui (https://www.santos.sp.gov.br/?q=noticia/televida-alia-tecnologia-no-cuidado-com-os-idosos).

DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Serviços de convivência e fortalecimento de vínculos – Os serviços que realizam o atendimento a idosos de acordo com o diagnóstico socioterritorial realizado junto ao Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família, buscam por meio de espaços de convivência e fortalecimento de vínculos a participação do idoso, considerando o bairro e comunidade onde vive. Tem como foco o envelhecimento saudável, por meio de oficinas de convivência, expressão oral, física e das linguagens artísticas, além de fomentar a participação em apresentações artísticas, cinemas, caminhadas temáticas, palestras, jogos e encontros regionais da 3ª Idade, Conselho Municipal do Idoso e audiências públicas.

  • Tecnologia Social Vovô Sabe Tudo – Oferece à pessoa idosa a possibilidade de transmitir aos mais jovens toda experiência acumulada ao longo da vida, seus conhecimentos, habilidades e aptidões. Valoriza a autoestima, já que o idoso permanece em atividade.
  • Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) - Oferta de Serviço de Acolhimento Institucional, na modalidade Instituição de Longa Permanência para Idosos com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, visando à melhoria na qualidade de vida e moradia digna. Serviço executado por meio de relação de parceria entre o poder público e as entidades que compõem a rede socioassistencial privada. São elas: Casa do Sol (Morro Nova Cintra), Lar Evangélico de Amparo à Velhice (Vila São Jorge) e Sociedade São Vicente de Paulo (Macuco).
  • Serviço de Proteção Social Especial para pessoas com deficiência, idosas e suas famílias - Oferta atendimento especializado a famílias com pessoas idosas com algum grau de dependência, que tiveram suas limitações agravadas por violações de direitos, tais como: exploração da imagem, isolamento, confinamento, atitudes discriminatórias e preconceituosas no seio da família, falta de cuidados adequados por parte do cuidador, alto grau de estresse do cuidador, desvalorização da potencialidade/capacidade da pessoa, dentre outras que agravam a dependência e comprometem o desenvolvimento da autonomia.  O serviço tem a finalidade de promover a autonomia, a inclusão social e a melhoria da qualidade de vida das pessoas participantes, e é ofertado no Centro de Referência Especializada da Assistência Social (Avenida Conselheiro Nébias, 452 - Paquetá) e na Casa Dia Mãezinha Joana (Rua Evaristo da Veiga, 207, Campo Grande).

Serviços que abrangem munícipes em diversas condições, incluindo pessoas idosas:

  • Serviço Especializado em Abordagem Social - Busca a resolução de necessidades imediatas e promove a inserção na rede de serviços socioassistenciais e das demais políticas públicas na perspectiva da garantia dos direitos dos munícipes em situação de rua.
  • Serviço Especializado para pessoas em Situação de Rua - Realizado no Centro Pop (Rua Amador Bueno, 446 - Centro), oferece trabalho técnico para a análise das demandas dos usuários, orientação individual e grupal e encaminhamentos a outros serviços socioassistenciais e das demais políticas públicas que possam contribuir na construção da autonomia, da inserção social e da proteção às situações de violência. Promove o acesso a espaços de guarda de pertences, de higiene pessoal, de alimentação e provisão de documentação civil. Proporciona endereço institucional para utilização, como referência, do usuário. Nesse serviço realiza-se a alimentação de sistema de registro dos dados de pessoas em situação de rua, permitindo a localização da/pela família, parentes e pessoas de referência, assim como um melhor acompanhamento do trabalho social.
  • Serviços de Acolhimento Institucional - Acolhimento em diferentes tipos de equipamentos, destinado a famílias e/ou indivíduos com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, a fim de garantir proteção integral. A organização do serviço deverá garantir privacidade, o respeito aos costumes, às tradições e à diversidade de: ciclos de vida, arranjos familiares, raça/etnia, religião, gênero e orientação sexual. Serviço executado em casas de passagem, abrigo, repúblicas e ILPI’s.
  • Serviço de Acolhimento em República - Oferece proteção, apoio em unidade com característica domiciliar a grupos de pessoas maiores de 18 anos em estado de abandono, situação de vulnerabilidade e risco pessoal e social. O atendimento deve apoiar a construção e o fortalecimento de vínculos comunitários, a integração e participação social e o desenvolvimento da autonomia das pessoas atendidas. O serviço deve ser desenvolvido em sistema de autogestão ou cogestão, possibilitando gradual autonomia e independência de seus moradores. Repúblicas: Bem Viver, Renascer e Vitória.