Conteúdo

Depositada 2ª parcela do bolsa-alimentação para 8 mil alunos de Santos

23 de junho de 2020
15h 57

Já está disponível a segunda parcela do programa Bolsa-Alimentação, iniciativa para garantir a segurança alimentar de cerca de 8 mil estudantes em situação de vulnerabilidade social durante a pandemia do coronavírus.

Este é o segundo mês que o valor é depositado diretamente nos cartões que já estão com as famílias dos estudantes.

A iniciativa foi criada por meio da Lei Municipal nº 3.681, de 15 de abril, tem duração de dois meses e prevê o pagamento de R$ 101 para crianças matriculadas nas creches, R$ 63 para as da pré-escola e R$ 55 para as de ensino fundamental.

PARCERIA

A verba creditada nesta segunda-feira é proveniente de uma parceria da Prefeitura com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Santos (CMDCA), que aprovou, no início do mês, projeto para destinar os recursos por meio do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

A primeira parcela teve apoio do setor privado, que injetou R$ 1 para cada R$ 1 pago pelo Município por meio da organização social Comunitas.

ALIMENTOS

Os cartões podem ser utilizados na rede credenciada da Alelo, que conta com cerca de 220 estabelecimentos do ramo alimentício, como supermercados, mercearias, açougues e padarias. O benefício não é válido para compra de bebidas.

 

Terceira etapa da Cesta Básica Solidária começa nesta sexta-feira.