Conteúdo

Defesa Civil interdita casas no Morro do Pacheco em Santos

10 de março de 2020
17h 59

A Prefeitura de Santos concluiu, nesta terça-feira (10), a interdição das nove casas mais afetadas pelas chuvas da semana passada no Morro do Pacheco.  Paralelamente, outros morros da Cidade também estão recebendo a ação, conduzida pela Defesa Civil, Guarda Civil Municipal e pela Companhia de Habitação da Baixada Santista (Cohab Santista).

Nesta semana, as visitas continuarão no Saboó e no Morro da Caneleira. As primeiras vistorias ocorreram na Rua Santa Marta (Morrro São Bento), com cerca de 35 casas interditadas.

As casas recebem um adesivo com a mensagem “Área de risco geológico, imóvel interditado”, além de demarcação com o número de cadastro grafitado na parede. A ação foi necessária para reforçar às famílias que não devem retornar às residências.

O município segue em alerta para riscos de deslizamentos, com o solo bastante encharcado. Ainda nesta terça-feira, foram realizadas remoções de famílias que ainda não haviam saído de suas residências. Todas foram cadastradas para receber apoio da Prefeitura. Outras já haviam sido desocupadas pelas famílias e estavam com excesso de lama, resíduos e móveis quebrados. 

Os desalojados devem agora aguardar avaliação da Defesa Civil quanto aos imóveis interditados, que podem ser demolidos ou restaurados de acordo com as condições verificadas.

“Os estudos são realizados com três geólogos, um engenheiro e técnicos de outras secretarias. Nós avaliamos a estrutura da edificação, a estabilidade do terreno e a chance de deslizamento de resíduos nas encostas”, explicou o geólogo da Defesa Civil, Victor do Valle.

A previsão é que, nas próximas semanas, a Defesa Civil visite cerca mil de moradias com riscos de desmoronamento e cerca de 250 casas que podem ser removidas, nos morros José Menino, Marapé, Fontana, São Bento, Jabaquara, Pacheco, Penha, Nova Cintra, Santa Maria, Caneleira e nos bairros Saboó e Ilhéu Baixo.

                                                                              

ORIENTAÇÕES

                     

A recomendação para todos os moradores de áreas afetadas pelas chuvas é que não permaneçam nas casas e procurem os Centros de Referência em Assistência Social (Cras), que são a porta de entrada para os serviços oferecidos pelo município.

 

Os Cras de abrangência das áreas afetadas são

 

Centro de Referência de Assistência Social CRAS – Bom Retiro

Bairros: Bom Retiro, Castelo, Areia Branca, Caneleira, Morro da Caneleira, Santa Maria, São Jorge.

Av. Nossa Senhora de Fátima, 517 – Caneleira

Telefone: 3203-2116 / 3291-6279

 

Centro de Referência de Assistência Social CRAS – Alemoa

Bairros: Alemoa, Saboó, Chico de Paula, Vila Haddad, São Manoel, Piratininga e Vila dos Criadores

Av. Marginal Anchieta, 218 – Chico de Paula

Telefones: 3203-5258 / 3203-1909

 

Centro de Referência da Assistência Social - CRAS Morro São Bento

Bairros: Morro São Bento, Morro do Pacheco, Morro da Penha, Morro do Saboó e Morro Fontana.

Rua Santa Ângela, 156 - Morro São Bento

Telefones: 3222-8098 / 3232-3479

 

Centro de Referência da Assistência Social - CRAS Nova Cintra

Bairros: Morro da Nova Cintra, Morro do Jabaquara, Vila Progresso, Morro Santa Maria e Morro do Marapé

Av. Santista, 655 – Morro da Nova Cintra

Telefones: 3258-7348 / 3258-8222

 

Galeria de Imagens

Mulher numera casa com spray de tinta. #Paratodosverem