Conteúdo

Debate aborda o padrão de beleza da mulher na mídia

29 de novembro de 2018
12h 53

Em carta aberta à desconhecida ‘garota do maiô verde’, que estava sentada ao seu lado em uma praia na companhia de seus amigos, a mulher pedia que a jovem não se envergonhasse do seu corpo. O vídeo baseado nesta carta da espanhola Jéssica Gomez, que viralizou na internet e fala sobre a importância de gostar do si do jeito que se é, iniciou um debate sobre a influência da mídia e das redes sociais na cultura do padrão de beleza da mulher, na manhã desta quinta-feira (29), no auditório da Secretaria de Educação, no Centro.

Professora do curso de Publicidade e Propaganda da UniSantos, Isabela Nocetti iniciou a conversa tratando de mídia e marketing. “Antigamente apareciam nos comerciais apenas mulheres bem magras, cabelos lisos, corpos expostos e uma forte tendência em sexualizar demais a imagem delas. Hoje em dia há uma preocupação da mídia em mostrar a imagem de mulheres reais, com as quais o público realmente se identifique”.

O evento contou também com a participação da promotora de justiça Roberta Aline Saragiotto, que falou sobre legislação; com a médica cirurgiã plástica Priscila Abdalla, que falou de tratamentos estéticos, e com a psicóloga Márcia Atik, que abordou aspectos comportamentais e de consumo.

“As mulheres acabam se violentando em busca de um padrão inatingível de beleza, pois no fundo todos nós estamos procurando ser aceitos de alguma forma. É importante que a mulher saiba pôr limites no que não acrescenta, no que não agrega valor e saber recusar o que não faz bem”, afirmou Márcia Atik.

Para a orientadora educacional e educadora sexual Christiane Cordeiro Andrea, que participou do debate, é muito importante esta conversa para começar a quebrar esses conceitos de beleza pré-estabelecidos pela mídia.

“É necessário um novo conceito de propaganda para que a mulher seja retratada em sua essência e não como objeto de desejo”. “É um assunto importante que afeta diretamente a autoestima da mulher, Queremos ajudar a desconstruir esta ideia de que deve haver um padrão a ser seguido. A beleza está nas diferenças, na diversidade, na postura, é um conjunto”, afirmou a coordenadora de Políticas para a Mulher, Diná Ferreira Oliveira.

O evento é alusivo ao Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher (25 de novembro), que integra a Semana do Basta, entre os dias 25 e 1º de dezembro.

Foto: Susan Hortas 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.