Conteúdo

Cursos de Férias do Aquário de Santos atraem mais de 400 participantes

26 de julho de 2019
14h 49

Os tradicionais cursos de férias do Aquário chegam ao fim registrando mais de 400 participantes em 24 atividades.

Nesta sexta (26), a penúltima atividade do dia foi ‘O mundo em grão de areia’ com a oportunidade das crianças, de 8 a 11 anos, despertarem o seu lado cientista em uma vivência na praia para coleta de sedimentos e trabalho de observação do que foi recolhido em uma potente lente de aumento.

A atividade foi coordenada pelo geólogo e professor do curso Ciências do Mar, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Vinicius Ribau Mendes, que levou amostras de areia de várias praias para apresentar as diferenças entre cada uma. “O objetivo é despertar o olhar das crianças para que o está no cotidiano e passa despercebido, principalmente porque moram no litoral”.

Para chamar a atenção dos pequenos, o professor mostrou areia do tipo magnética, encontrada nas praias de Ilhabela; de cor vermelha, coletada no litoral norte; do Havaí, formada pelos restos de conchas e coral, entre outras.

Sobre a areia das praias de Santos, Mendes explicou se origina do desgaste natural das rochas da Serra do Mar. “Nesse processo, alguns materiais mais resistentes que compõem as rochas como o quartzo, são levados pelas chuvas e pelo rio até o mar, que por meio das ondas dá continuidade ao trabalho que é finalizado com o acúmulo dos grãos nas praias”.

A menina Alice Caboclo e Cunha era uma das mais curiosas para fazer a pesquisa na praia e também uma das que frequentou várias atividades do Aquário. “Eu gosto muito de aprender sobre o mar e esse curso é muito legal. Mas eu fiz vários outros e passar as férias assim é diferente porque nossa mãe não poderia trazer a gente no parque todo dia”.

Quem também curtiu foi Nicolas Galharde. “Foi divertido e gostei de saber que a areia pode virar pedra de novo. Mas o que mais gostei foi poder conhecer vários tipos de areia”.

No curso havia um adulto entre os participantes: Rodrigo Giannetti, que fez questão de inscrever e acompanhar o filho Arthur (autista) em vários cursos não só do Aquário, mas do Orquidário também. “Faço questão de trazê-lo porque as atividades agregam conhecimento, o pessoal dos parques é muito agradável e passa o conteúdo de forma bastante lúdica. E meu filho se diverte bastante”.

Fotos: Isabela Carrari

Galeria de Imagens

professor fala aos alunos #pracegover
menino está ao lado de computador #pracegover
meninas analisam saco com areia #pracegover
professor entrega saco com areia para alunas #pracegover

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.