Conteúdo

‘Cuidando de Santos’ retira mais de 860 t de sedimentos do sistema de drenagem

23 de maio de 2018
14h 19

Entre abril e a primeira quinzena de maio, a operação Cuidando de Santos retirou 863,65 toneladas de sedimentos do sistema de águas pluviais de vias públicas e de canais de todo o Município. O número ultrapassa em 21,09% o volume coletado no mesmo período de 2017, que foi de 713,24 t. No total são quase 26 quilômetros de extensão trabalhados entre ramais, galerias e canaletas, e limpeza executada em 2.520 dispositivos de drenagem pluvial urbana como poços de visita, bocas de lobo, caixas de captação e caixas de sopé.

O trabalho, sob responsabilidade da Secretaria de Serviços Públicos (Seserp), inclui balanço de 186,2 quilômetros de vias públicas contempladas, no mesmo período, com capinação e raspação, considerando os canteiros centrais e os dois lados de ruas e avenidas da Cidade. Quase 10% a mais que ano passado, quando foram cerca de 170 quilômetros. Os bairros beneficiados com esses serviços, em abril e maio (primeira quinzena), foram Aparecida, Vila Mathias, Ponta da Praia, Encruzilhada, Marapé, Bom Retiro, Santa Maria, Caneleira, São Jorge e São Manoel.

As equipes também realizaram, no período, cerca de 3 mil podas de árvores, serviço essencial para que o vegetal possa se desenvolver no ambiente urbano, proporcionando também mais segurança aos munícipes ao evitar o rompimento de cabos condutores da rede elétrica e ao melhorar a iluminação pública. “Esse mutirão de trabalho diário visa manter as vias públicas organizadas, limpas e seguras à população. Trabalhamos incessantemente para melhorar a cada dia a nossa Cidade”, afirmou a titular da Seserp, Fabiana Ramos Garcia Pires.

No período, também foram substituídas 1.163 luminárias, dentre as quais 973 de vapor de sódio, 142 de vapor metálico e 48 de LED instaladas em 63 vias dos bairros Boqueirão, Gonzaga, Alemoa, Castelo, Estuário, Saboó, Pompeia e Ponta da Praia. Em 2017, nos mesmos meses, foram 349, todas de vapor de sódio, colocadas em 39 vias do Gonzaga, Vila Belmiro e Pompeia.

O ‘Cuidando de Santos’ foi criado no início do ano pela Prefeitura para intensificar ainda mais os serviços de zeladoria no Município, que incluem capinação, drenagem, serviços de poda de árvores, tapa-buraco asfáltico, manutenção do sistema de iluminação pública, entre outros.

Confira também os trabalhos executados pelas Subprefeituras nos meses de abril e maio (parcial)

Subprefeitura da Orla e Zona Intermediária - Total de 236 serviços em vias públicas entre tapa-buraco, manutenção de sarjetas, reparos em calçadas, abertura de covas para árvores, entre outros trabalhos de zeladoria. Do total, 13 correspondem a substituições de poços de visita e quatro de bocas de lobo. Também foram feitos 336 reparos em próprios municipais, incluindo serviços civis, de hidráulica e de manutenção em geral, como troca de telhados e calhas, pintura de muros e reparos em alvenaria.

Subprefeitura dos Morros – Entre solicitações e manutenção foram 239 serviços como poda de vegetação, drenagem, tapa-buraco, troca de lâmpadas, manutenção de escadarias, elétrica em geral, pintura, reparos em praças e equipamentos públicos, entre outros, além de solicitações de autorizações de hidrômetros e relógio de luz, que constituem grande número de demandas desta subprefeitura.

Subprefeitura da Região Central Histórica - Foram 291 trabalhos executados entre serviços de elétrica, hidráulica, telhados, marcenaria, carpintaria e limpeza em próprios municipais, entre outros. Também foram substituídas das vias públicas 17 grelhas, seis poços de visita e duas tampas de boca de lobo. Subprefeitura da Zona Noroeste – Total de 408 serviços de zeladoria entre tapa-buraco, reparos em calçadas, entre outros, e 368 reparos em próprios públicos. Também foram trocadas 21 grelhas e um poço de visita no período.

Subprefeitura da Área Continental – No total, 27 reparos e serviços de manutenção executados nas vias públicas no período e 18 em próprios públicos.

Foto: Susan Hortas