Conteúdo
Notícias

Crianças dos Ceconvs conhecem amigos virtuais

Publicado: 14 de dezembro de 2015
15h 27

Dezoito crianças de 6 a 9 anos, participantes dos centros de convivência Santa Maria, Alemoa e São Manoel, trocaram mensagens de voz por aplicativo durante três meses e se conheceram pessoalmente ontem (14), na Lagoa da Saudade, na Nova Cintra. A atividade fez parte da oficina de comunicação desenvolvida nos três equipamentos sociais da Prefeitura.

A jornalista e uma das idealizadoras do projeto, Maria Fernanda Portolani, explicou que o objetivo foi fortalecer os vínculos dos grupos e, ao mesmo tempo, facilitar o conhecimento de outras comunidades e perceber o que existe de igual e diferente entre elas.

Nas mensagens, as crianças podiam postar o que desejassem. As primeiras falavam do que elas gostam de brincar; depois, contaram piadas, histórias de terror e receita de doces. 

Cada centro de convivência enviou quatro mensagens de voz para cada um dos outros dois equipamentos que integraram a oficina. Além de Maria Fernanda, participaram das atividades as técnicas Vanessa Nascimento e Júlia Colturato.

Felicidades

Na área da Lagoa da Saudade, primeiro as crianças e os técnicos fizeram uma roda e se apresentaram. Depois, um grupo pulou corda, outro jogou futebol e um terceiro brincou de pega-pega.

Matheus Eduardo Gonçalves, 9 anos, morador do São Manoel, disse ter gostado de “ver a cara” de quem antes só conhecia por voz. 

Maria Eduarda Machado dos Santos, 8, do Santa Maria, contou que o que mais gostou foi de receber a receita de beijinho. “Minha mãe fez e ficou uma delícia!”

Beatriz Santos Sena, 9, da Alemoa, afirmou que não reconheceu as crianças pela voz. “Parece diferente, mas foi legal porque fiz novos amigos”.

Saiba mais

Os centros de convivência são equipamentos vinculados à Secretaria de Assistência Social que trabalham o fortalecimento dos vínculos familiares e comunitários de crianças em situação de vulnerabilidade social.