Conteúdo

Construção da UPA Zona Noroeste será finalizada até maio

19 de abril de 2018
15h 37

Em cada canto do edifício onde irá funcionar a futura Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Zona Noroeste há uma equipe fazendo arremates para o término das obras em maio. A unidade de saúde foi erguida na esquina da Rua Bulcão Viana com a Avenida Jovino de Melo (Bom Retiro). O atendimento ao público está programado para o segundo semestre deste ano.

“São executados recortes de pintura, instalação de luminárias e montagem dos aparelhos de ar-condicionado”, diz o arquiteto Roger Guerra, da Secretaria de Infraestrutura e Edificações, pasta que gerencia a obra. “E também colocação de brises, proteção do lado de fora das esquadrias, para controlar a incidência de luz e garantir conforto térmico”.

A entrada receberá ainda porta automática de vidro e paisagismo. Trata-se de um investimento de R$ 3,5 milhões que incluiu a complementação da obra, sob a responsabilidade da Embraport: fornecimento do elevador, gases medicinais e equipamentos hospitalares, entre outros itens.

ATENDIMENTO

A unidade vai reforçar os serviços de saúde oferecidos pela Prefeitura na Zona Noroeste, região que hoje reúne 120 mil moradores. Tem potencial para 550 atendimentos por dia, em edifício de 1.530 m², com dois pavimentos acessíveis (térreo e andar superior). A fachada conta com pastilhas verdes e brancas, revestimento padrão para as unidades de saúde do Município.

A Administração Municipal programou implantar três UPAs. A primeira a entrar em funcionamento foi a Central (Vila Mathias), em parceria com a Fundação Lusíada. Além da UPA Zona Noroeste, está em obras a da Zona Leste (Estuário), com 55% dos serviços executados. As unidades propiciam um ganho de qualidade nos atendimentos de urgência e emergência, e integração com a rede básica de saúde.

CONSULTÓRIOS

O andar térreo da unidade da ZN acomodará cinco consultórios, sendo um pediátrico, com brinquedoteca, sala de raio X e emergência. E também acolhimento, espera, recepção, classificação de risco, assistente social, sanitários e apoio; salas de coleta, curativos, sutura, inalação, gesso, eletrocardiograma, ortopedia, hidratação e distribuição de medicamentos.

No primeiro andar ficarão o laboratório de análises, lavanderia, central de esterilização, almoxarifado, farmácia, refeitório, copa e sanitários. As áreas de procedimentos médicos têm piso vinílico (Paviflex), indicado por não propagar fungos e bactérias e ser antialérgico. A unidade contará ainda com Samu, posto policial e Centro de Processamento de Dados.

 

Fotos: Marcelo Martins

Galeria de Imagens

Operário trabalha na fachada #pracegover
Dois operários instalam o ar-condicionado #pracegover
Dois operários instalam o ar-condicionado na parte externa #pracegover
Operário mexe na caixa de luz #pracegover
Operário trabalha em porta #pracegover
Fachada da UPA #pracegover