Conteúdo

Comitê Municipal do coronavírus começa a discutir medidas em Santos

16 de março de 2020
17h 30

Nesta segunda (16), no salão nobre da Prefeitura, ocorreu a primeira reunião do Comitê Municipal de Contingência para Enfrentamento do Coronavírus, criado pela portaria n° 39/2020. Um total de 38 representantes de vários órgãos e entidades públicas e privadas e da sociedade civil de Santos participaram do encontro, quando foram apresentadas e discutidas as medidas já colocadas em prática e em planejamento.

O secretário municipal de Saúde, Fábio Ferraz, detalhou todas as ações realizadas nos últimos dois meses, entre elas a criação de fluxo de atendimento e a capacitação de mais de 300 profissionais. Ele explicou que o Município já comunicou aos governos estadual e federal a disponibilidade de instalação emergencial de 50 leitos em Santos para atendimento de casos do novo coronavírus, sendo necessário para isso a liberação de recursos.

“O nosso plano emergencial prevê utilizarmos o nono andar do Complexo dos Estivadores, que já tem a estrutura pronta e podemos estruturar rapidamente leitos de tratamento intensivo”, explicou Ferraz. A proposta é que possam ser criados 50 leitos clínicos e 50 leitos de Unidade de Terapia Intensiva – UTI (40 leitos para adultos e 10 pediátricos).

Também informou que a Cidade está dobrando a oferta de aparelhos do Televida (teleassistência à distância), que será utilizado para o monitoramento de possíveis casos confirmados da Covid-19, além da aquisição de oxímetros para acompanhar a evolução dos pacientes sem que se desloquem às unidades de saúde. Atualmente, 250 idosos utilizam o Televida e agora serão mais 250 aparelhos, totalizando 500 beneficiados.

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.