Conteúdo

Com treinamento e palestras, Feira do Idoso Empreendedor reúne 33 expositores em Santos

1 de junho de 2019
14h 35

A 1ª Feira do Idoso Empreendedor, realizada neste sábado (1º), reúniu 33 expositores acima de 60 anos, de segmentos variados, que comercializam produtos a preços acessíveis.

Parceria entre Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds), Universidade São Judas Tadeu e Sebrae, a iniciativa visa chamar a atenção da sociedade para o potencial produtivo do idoso e para a mudança do perfil da população com mais de 60 anos, além de esclarecer dúvidas dos idosos sobre empreendedorismo.

Artesanato, cosméticos, plantas, livros, chinelos, bolsas, alimentos, puderam ser encontrados na feira.

 

Empreendedoras

A professora de corte e costura Rute Prado Dimas, 74, há 20 anos produz para seu ateliê. Ela vendeu porta-pendrive a R$ 2, porta-documentos de R$ 2 a R$ 5, bolsinhas que se transformam em bolsas por R$ 10, touca atoalhada de banho bordada por R$ 20 e porta-assadeiras a R$ 40, entre outros. “Achei a feira uma ótima ideia, mais uma oportunidade para nós”.

Maria Carmelita Ferraz, 80, também há 20 anos confecciona anjos de massa de porcelanato fria e vestes de juta, que podem ser adquiridos a preços entre R$ 45 e R$ 60. Ela conta há muito tempo não participava de eventos do tipo, vendendo apenas por encomenda, e que foi uma forma de recomeçar. “Tenho uma videoaula no Facebook, onde estou como Carmen Ferraz, em que ensino a fazer os anjos”. Seu estande comercializa, ainda, jogos americanos de juta e toalhas de rosto bordadas.

Já Roseli Pizarro, 61, há quatro anos produz artesanalmente agendas, cadernetas, cadernos, caixas, porta-recados de geladeira, porta-cerveja/vinho e postiches. “Comecei com uma encomenda de caderno decorado de receitas para uma noiva e não parei mais”.


Envelhecimento ativo

Outros destaques do evento foram atividades voltadas ao bem-estar, como ioga, tai chi chuan, aula de dança e apresentação musical, além das palestras “Revolução da Longevidade”, ministrada pela coordenadora da Pessoa Idosa da Seds, Ana Bianca Ciarlini, e “Empreendedorismo”, oferecida pelo Sebrae.

Ana Bianca, que também é vice-presidente do Conselho Municipal do Idoso de Santos e autora do projeto Vibra Vida, falou sobre o conceito de envelhecimento ativo, que consiste na otimização de oportunidades para melhorar a qualidade de vida, quanto à participação, saúde, educação etc..

Já o Sebrae proporcionou treinamento de três horas para os participantes da feira sobre exposição e venda dos produtos, organização, produção e área financeira.     


Programa federal

O secretário de Desenvolvimento Social, Carlos Alberto Mota, ressaltou a importância da ação, afirmando já ter as próximas edições desenhadas.

Ele informou que Santos receberá o programa federal Viver - Envelhecer Ativo e Saudável, com cursos de inclusão tecnológica, prevenção à saúde, educação financeira, direitos humanos e promoção da mobilidade física e mental.

O Município será contemplado com equipamentos de tecnologia para o uso da terceira idade, como oito computadores, impressoras, projetores e webcams. O município disponibilizará o espaço (Espaço do Idoso, à rua Comendador Alfaia Rodrigues, 260), e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, capacitará os funcionários.

A feira contou com a presença dos secretários de Governo, Rogério Santos, e de Saúde, Fábio Ferraz, além da presidente do Fundo Social de Solidariedade (FSS), Maria Ignez Barbosa; da secretária-adjunta de Cultura, Raquel Pellegrini; da deputada federal Rosana Valle; da diretora do Campus Unimonte, Paula Orsatti, e de representantes do Sebrae.

 

Fotos: Francisco Arrais

Galeria de Imagens

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.