Conteúdo

Com 44 mil exames, Santos está entre as que mais testam covid no País 

16 de junho de 2020
18h 16

 

CIDADE TEM MAIS REGISTROS PORQUE TESTA MAIS

SAIBA ONDE BUSCAR AJUDA

 

Com 433.966 mil habitantes (segundo o IBGE), Santos já realizou 44.330 testes para covid-19 apenas na rede municipal de saúde. O índice de testagem, de 10,2 mil exames para um grupo de 100 mil habitantes, é aproximadamente 13 vezes maior que a média nacional, de 766 testes para cada 100 mil pessoas (conforme dados de testagem disponíveis no site Worldometer).
 
O Estado do Piauí, com população de 3,1 milhões, realizou 73.206 testes – 2,2 mil para cada 100 mil habitantes. O Ceará fez 185.011 testes, com população de 8,8 milhões – proporção de 2 mil testes para cada 100 mil habitantes. Todos os dados estão atualizados até 15 de junho.
 
O Governo do Estado de São Paulo informou, nesta terça-feira (16), que já foram realizados em todo o Estado pouco mais de 602 mil testes para identificação do novo coronavírus em pacientes com suspeita de covid-19, o que perfaz 1,3 mil testes para cada 100 mil habitantes – cerca de 8 vezes menos que a cidade de Santos.
 
Santos também se destaca em relação a outros munícipios brasileiros. Uberlândia, em Minas Gerais, divulgou nesta segunda-feira (15) ter realizado 2,2 mil testes para covid-19 por 100 mil habitantes, acima da proporção do estado de Minas Gerais, de 136 testes para cada 100 mil habitantes. 
A alta performance em testagens promovida pela Prefeitura de Santos, com 31.673 testes rápidos e 12.657 testes RT-PCR, permite que as autoridades públicas tenham uma visão da pandemia na Cidade mais próxima à realidade.

MAIS TESTES = MAIS REGISTROS

O fato de Santos ser a segunda cidade com o maior número de casos de covid-19 no Estado de São Paulo também está diretamente relacionado à capacidade do Município em testar os seus moradores, reduzindo ao máximo a possibilidade de subnotificações da doença.

“Temos uma estrutura de testagens que poucas cidades do Brasil e do mundo têm e que nos permite estar próximos à realidade. Sem testes, sem verdades. Nos baseamos em experiências internacionais exitosas que investiram em testagem para o enfrentamento à covid-19”, destaca o prefeito Paulo Alexandre Barbosa. 

400 POR DIA

Por dia, são realizados, em média, 400 exames RT-PCR na rede SUS de Santos, entre pacientes sintomáticos atendidos nas policlínicas e unidades de pronto atendimento, pacientes internados na rede hospitalar e profissionais de saúde com casos suspeitos.

“Ainda no início da pandemia, em março, fechamos um contrato com um laboratório particular para a realização de 20 mil exames RT-PCR. Ou seja, sempre priorizamos a testagem em massa para entender a extensão da doença em Santos e melhor direcionar as nossas decisões. Além disso, disponibilizamos testes rápidos em sistema drive thru, que foram muito bem aceitos pela população”, destaca o secretário de Saúde, Fábio Ferraz.

TRANSPARÊNCIA

Outra iniciativa importante da Prefeitura de Santos é deixar o banco de dados da covid-19 à disposição de qualquer interessado por meio do site do Mapeamento da Covid-19 em Santos, atualizado pela equipe da Seção de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.
 
Além dos números de casos e óbitos confirmados e em investigação, qualquer pessoa pode ter acesso a outras informações como a taxa de letalidade, total de internados, índice de ocupação de leitos, bairros mais atingidos e características dos acometidos pela doença como sexo e idade, entre outros aspectos.

ONDE PROCURAR AJUDA

As pessoas com sintomas de covid-19 como febre, alterações respiratórias, quadros gripais, entre outros, podem ir a uma das 32 policlínicas da Cidade de segunda a sexta, das 12h30 às 16h. O período da tarde está destinado, desde a última segunda-feira (15), para a triagem e testagem dos pacientes covid-19 – pela manhã estão sendo realizados atendimentos para outros públicos.
 
As unidades com horário estendido atendem até as 17h (Marapé), 18h (Rádio Clube), 19h (José Menino/Pompeia) e 20h (Ponta da Praia).
 
Os munícipes devem ir às unidades de referência dos seus endereços, onde passarão por triagem da equipe de enfermagem e/ou médica para avaliar a necessidade do exame diagnóstico. Quem não tem cadastro na policlínica, deve levar documento de identidade com foto e comprovante de residência.

CASOS GRAVES

Nos casos de sintomas graves, o paciente deve procurar o serviço médico de urgência nas unidades de pronto atendimento (UPA Central, UPA ZNO e PS Zona Leste), que contam com centros de triagem nas áreas externas e também realizam o exame RT-PCR, quando o paciente está dentro dos critérios e há indicação médica. Estas unidades funcionam todos os dias (24 horas). 
 
A Secretaria de Saúde de Santos esclarece que a rede municipal de saúde oferta o exame RT-PCR, padrão ouro para o diagnóstico da covid-19 de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). A confirmação é obtida através da detecção do RNA do Sars-CoV-2 na amostra colhida do paciente, após testes moleculares no laboratório particular contratado pelo Município.
 
Se a pessoa não tiver sintomas da doença, existe a possibilidade de não se encontrar o RNA do vírus, o que pode levar a um resultado falso negativo, o que prejudicaria a busca pela doença. Por isso, não há indicação do exame para pessoas assintomáticas no protocolo técnico. 
 

Feedback

Ajude-nos a tornar o Santos Portal melhor. Deixe um comentário, dúvida ou sugestão.