Conteúdo

Chuvas já ultrapassam média histórica do mês em Santos. Prefeitura atende ocorrências

10 de fevereiro de 2020
13h 56

Equipes da Prefeitura de Santos atuam desde sábado (8) em locais afetados pelas chuvas cujo acumulado das últimas 72 horas na Cidade é de 143,6 milímetros – equivalente a 49% da média histórica do mês de fevereiro. Os trabalhos são realizados por profissionais da Defesa Civil, da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) e da Secretaria de Serviços Públicos (Seserp).

Nesse período, 15 ocorrências foram registradas. No sábado e no domingo (9) foram avaliados riscos em estruturas e terrenos da Caneleira, além de quedas de árvore nos bairros Estuário, Encruzilhada, Embaré e Morro da Nova Cintra.

Nesta segunda-feira (10) houve atendimentos referentes a deslizamentos de terra no Centro e no Morro da Penha. Também no Morro da Penha houve um escorregamento de terra, com necessidade de interdição de cinco moradias. Quatro famílias foram para casas de parentes e uma para o abrigo da Prefeitura. No Bom Retiro foi necessária avaliação de uma estrutura. Árvores caíram em ruas do Marapé e dos morros da Nova Cintra e do São Bento.

 

MÉDIA ULTRAPASSADA

Segundo a Defesa Civil, o acumulado do mês de fevereiro até as 9h desta segunda-feira já era de 480,3 milímetros, 65% a mais do que o previsto para chover em todo o mês – conforme a média histórica dos últimos 25 anos, de 291,2 milímetros. O órgão informa também que nesta madrugada a maré no estuário chegou a 2,05 metros.

 

TRÂNSITO

De acordo com a CET, a Avenida Nossa Senhora de Fátima permanece bloqueada para veículos de passeio nos dois sentidos. Na Avenida Martins Fontes, uma das pistas está intransitável. Nesta via é realizada a Operação Comporta, que libera cada sentido de uma vez. As informações são referentes à situação por volta das 13h.

Na Avenida Martins Fontes, a pista 1 está interditada e a 2 concentra o trânsito com destino ao Centro. Já a pista 3 está dividida em duas faixas, uma para cada sentido.

 

REGITROS DE OCORRÊNCIA

Dia 8:
1 avaliação de risco estrutural no Caminho Particular São Jorge/ Caneleira

Dia 9:
1 Avaliação de risco geológico na Avenida Prefeito José Gomes/ Caneleira

5 quedas de árvores
-Rua Martin Francisco/ Encruzilhada
-Rua Bezerra de Menezes/ Estuário
-Rua José André do Sacramento/ Estuário
-Praça Cel. Fernando Prestes/ Embaré
-Avenida Antônio Manoel de Carvalho/ Morro Nova Cintra

Dia 10:
4 quedas de árvore
-Rua Antônio Bento Amorim/ Marapé
-Rua Torquato Dias/ Morro Nova Cintra
-Rua Nilo Peçanha/ Marapé
-Rua Santo Amaro/ Morro São Bento

3 deslizamentos de terra
-Rua 1/ Morro da Penha

-Morro da Penha próximo ao Boa Vista
-Avenida Martins Fontes/ Centro

1 avaliação estrutural na Rua Arquiteto Lucio Costa/ Bom Retiro

 

Os morros estão em estado de atenção. Av. Nossa Sra Fátima, sentido São Vicente/Santos, permanece bloqueada para veículos de passeio. No sentido oposto (Santos/SC) houve necessidade de bloquear também - as três faixas estão alagadas. A pista 1 da Avenida Martins Fontes está intransitável. A CET faz operação comporta na pista 2 (libera cada sentido de uma vez) e prepara operação para utilização de parte da pista 3. O canal 3, sentido praia/centro, está bloqueado entre as ruas Almeida de Moraes e Braz Cubas. 

Os bloqueios devido às chuvas também ocorrem na Praça Washington (José Menino) e avenida da praia, no sentido Ponta da Praia/José Menino, entre canal 1 e Rua Cyra, ocasionando trânsito lento no trecho. Há ainda bloqueio na Rua Francisco Ferreira Canto (descida da Caneleira) e interdição na Rua São Roque (Morro São Bento) devido à queda de árvore.